Frases do dia

Revista ihu on-line

Junho de 2013 – Cinco Anos depois.Demanda de uma radicalização democrática nunca realizada

Edição: 524

Leia mais

A esquerda e a reinvenção da política. Um debate

Edição: 523

Leia mais

A virada profética de Francisco – Uma “Igreja em saída” e os desafios do mundo contemporâneo

Edição: 522

Leia mais

Junho de 2013 – Cinco Anos depois.Demanda de uma radicalização democrática nunca realizada

Edição: 524

Leia mais

A esquerda e a reinvenção da política. Um debate

Edição: 523

Leia mais

A virada profética de Francisco – Uma “Igreja em saída” e os desafios do mundo contemporâneo

Edição: 522

Leia mais

Mais Lidos

  • O detento e sem-teto que passou a assessor de um cardeal

    LER MAIS
  • Sacerdócio, celibato e sexo

    LER MAIS
  • Um campo de batalha no prato dos brasileiros

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

11 Julho 2018

Olha ele aí

“Protagonista da tentativa de soltar o ex-presidente Lula, o deputado Paulo Pimenta tem sua mulher empregada em cargo comissionado no Senado. A professora Cláudia Dutra Pereira recebe R$ 10,9 mil como assessora no Bloco da Resistência Democrática (PT-PDT), liderado pelo senador Lindberg Farias” – Coluna do EstadãoO Estado de S. Paulo, 11-07-2018.

Com a palavra

“Pimenta diz que a mulher é concursada da Secretaria Municipal de Santa Maria (RS), onde o salário médio de professor é de R$ 4,8 mil. O deputado nega influência na contratação dela” – Coluna do Estadão – O Estado de S. Paulo, 11-07-2018.

Freio de mão

“O grupo de deputados aliados à campanha de Jair Bolsonaro ao Planalto torce para que o general Augusto Heleno seja o escolhido para vice na chapa presidencial por uma razão bem específica: ele é uma das poucas vozes que Bolsonaro costuma ouvir” – Coluna do Estadão – O Estado de S. Paulo, 11-07-2018.

Como será o amanhã?

“Os dois procedimentos a que Sergio Moro responde no Conselho Nacional de Justiça só devem ser avaliados na gestão do ministro Dias Toffoli, que assume o colegiado em setembro. A primeira apuração trata da quebra do sigilo de conversa entre a então presidente Dilma Rousseff e Lula. A segunda, recente, da guerra de liminares sobre um habeas corpus do petista. Como o ex-presidente está no centro dos episódios, membros do CNJ dizem que nada os impede de unir as ações” – Painel Folha de S. Paulo, 11-07-2018.

Empoeirado

“O primeiro procedimento aberto contra Moro refere-se a episódio de 2016. Ele está na pauta do colegiado, mas nunca foi chamado para deliberação pela atual presidente, Cármen Lúcia” – Painel – Folha de S. Paulo, 11-07-2018.

Diga-me

“O segundo caso foi aberto nesta terça (10) após a guerra de liminares sobre habeas corpus de Lula” – Painel – Folha de S. Paulo, 11-07-2018.

Diga-me 2

“Neste, o CNJ quer entender se Moro agiu de maneira atípica ao interromper as férias para despachar, se quebrou a hierarquia ao desqualificar a polêmica decisão de Rogerio Favreto e se, ao admitir ter acionado outros juízes do TRF-4, indicou ligação excessiva com o caso” – Painel – Folha de S. Paulo, 11-07-2018.

Não dói

“Ainda que o CNJ opte por punir o juiz, os que apostam mais alto acham que o colegiado lançará no máximo uma advertência contra ele” – Painel – Folha de S. Paulo, 11-07-2018.

Olhar do balcão da lanchonete da rodoviária

“Olhando-se para o Judiciário a partir do balcão da lanchonete da rodoviária, as coisas estão assim: Marcelo Bretas prende e Gilmar Mendes solta, Rogério Favreto solta e Gebran Neto prende. Isso numa época em que juízes ganham um auxílio-moradia de R$ 4.300 mensais. A discussão do mimo chegou ao Supremo Tribunal, o ministro Luiz Fux matou no peito e reteve a decisão” – Elio Gaspari, jornalista – Folha de S. Paulo, 11-07-2018.

Lula em Curitiba

“O circo de domingo transformou a cadeia de Curitiba numa câmara de proteção para Lula” – Elio Gaspari, jornalista – Folha de S. Paulo, 11-07-2018.

Mercadoria rara

“Autocrítica não é uma mercadoria abundante no plantel dos candidatos. Bolsonaro marcha garbosamente com o DOI na mochila. Ciro Gomes apresenta-se como o novo a partir de práticas capazes de fazer corar os velhos coronéis nordestinos. Geraldo Alckmin tem sobre a cabeça a nuvem dos cartéis de empreiteiros cevados nas gestões tucanas de São Paulo. Henrique Meirelles é ex-presidente do conselho da J&F, dos irmãos Batista. Finalmente, Marina Silva honra a plateia com sua austeridade e sonoros silêncios” – Elio Gaspari, jornalista – Folha de S. Paulo, 11-07-2018.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Frases do dia - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV