Cardeal Marx, surpreso pela carta de Ladaria sobre a intercomunhão

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • O Papa doa aos pobres um prédio de luxo a poucos passos de São Pedro

    LER MAIS
  • Arautos do Evangelho. Vaticano retoma a intervenção

    LER MAIS
  • Diálogo de surdos: Esquerda e direita falam só para bolhas de convertidos

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

06 Junho 2018

O cardeal Marx se declarou “surpreso” após a publicação da carta do prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, Luis Ladaria, na qual afirma que a proposta de intercomunhão “não está madura” para se tornar norma da Igreja universal.

A reportagem é publicada por Religión Digital, 05-06-2018. A tradução é do Cepat.

Em um comunicado, o presidente do Episcopado alemão recorda que na conversa ocorrida em Roma, em maior passado, “foi dito aos bispos participantes que eles deveriam encontrar ‘no possível, um resultado unânime, em espírito de comunhão eclesial’”.

Sendo assim, declara-se “surpreso de que esta carta tenha chegado de Roma, antes de ter encontrado essa solução correspondente”, e sustenta “a necessidade de posteriores conversas no seio da Conferência Episcopal Alemã, tanto no Conselho permanente como na Assembleia plenária de outono, assim como também com os respectivos dicastérios romanos e com o próprio Santo Padre”.

Em sua carta, que segundo Ladaria foi escrita com a aprovação do Papa, afirma-se que o documento alemão “apresenta problemas de notável relevância” para a Igreja em todo o mundo.

Também destaca que a questão tem efeitos nas relações ecumênicas com as outras igrejas e comunidades eclesiais “que não são de subestimar”. Isso sim, Ladaria aponta que “parece oportuno deixar ao bispo diocesano a avaliação sobre a existência de uma “grave necessidade iminente”.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Cardeal Marx, surpreso pela carta de Ladaria sobre a intercomunhão - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV