Chanceler do Arcebispado de Santiago se declara culpado por abusos

Revista ihu on-line

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Mais Lidos

  • Vaticano, roubadas da igreja estátuas indígenas consideradas “pagãs” e jogadas no Tibre

    LER MAIS
  • A peleja religiosa. Artigo de José de Souza Martins

    LER MAIS
  • Começa a hora da decisão para os bispos da Amazônia na semana final do Sínodo. Artigo de Thomas Reese

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

26 Maio 2018

Na terça-feira, 2 de janeiro passado, o chanceler do Arcebispado de Santiago do Chile, o sacerdote Óscar Muñoz Toledo (56 anos), ordenado em 3 de junho de 2000, se autodenunciou por ter cometido abusos, perante as autoridades eclesiásticas da arquidiocese. Não se sabe, por enquanto, se o presbítero fez o mesmo perante os tribunais civis. A notícia da autodenúncia foi dada nessa quinta-feira, 24, no site do arcebispado da capital chilena.

A reportagem é de Luis Badilla, publicada em Il Sismografo, 25-05-2018. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

A nota esclarece que o sacerdote, que também era pároco, foi imediatamente suspenso, afastado e banido do exercício público de seu ministério. Após a investigação local, o dossiê foi enviado à Congregação para a Doutrina da Fé, o dicastério vaticano competente nessa matéria.

A notícia está causando um certo escândalo na imprensa chilena não só pela situação que o país está vivendo após a renúncia dos bispos depois do encontro com o Papa Francisco para enfrentar a crise da Igreja e gravíssimos casos de abuso sexual, de consciência e de poder.

Neste caso, há um detalhe trágico: o padre que se autodenunciou por abuso é o mesmo que recebia as declarações de Cruz, Murillo, Hamilton e outros sobre as suas denúncias contra Fernando Karadima, o padre pedófilo em série.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Chanceler do Arcebispado de Santiago se declara culpado por abusos - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV