A medida de Francisco sobre os divorciados em segunda união

Revista ihu on-line

Base Nacional Comum Curricular – O futuro da educação brasileira

Edição: 516

Leia mais

Renúncia suprema. O suicídio em debate

Edição: 515

Leia mais

Lutero e a Reforma – 500 anos depois. Um debate

Edição: 514

Leia mais

Mais Lidos

  • Papa Francisco sugere reformulação do Pai Nosso. O problema? A tradução da frase 'Não nos deixeis cair em tentação'

    LER MAIS
  • “As redes sociais estão dilacerando a sociedade”, diz um ex-executivo do Facebook

    LER MAIS
  • Julgamento de Lula, a primeira data crucial da eleição presidencial de 2018

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

07 Dezembro 2017

Velut Magisterium authenticum." O “rescrito” do cardeal Pietro Parolin, com os dois textos aos quais se refere, apareceu nas Acta Apostolicae Sedis de outubro de 2016, recentemente publicados, ou seja, o boletim oficial da Santa Sé.

A reportagem é de Gian Guido Vecchi, publicada no jornal Corriere della Sera, 06-12-2017. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

O secretário de Estado explica que Francisco dispôs a publicação “como magistério autêntico” da carta que escreveu aos bispos argentinos para saudar as suas diretrizes sobre a aplicação do capítulo da Amoris laetitia com as aberturas sobre a comunhão aos divorciados em segunda união.

Se os conservadores freiam, como se nada tivesse mudado – começando pelos bispos poloneses –, os argentinos explicavam que não há uma “permissão” generalizada, mas certamente “deixa-se em aberto a possibilidade de aceder ao sacramento”, mesmo quando não se vive “em continência”. É preciso um “discernimento” que “distinga cada caso”.

Isso está certo, escrevia o papa. Havia quem falasse de carta privada. Mas, agora, Francisco a publicou junto com o texto argentino: magistério autêntico.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

A medida de Francisco sobre os divorciados em segunda união - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV