África do Sul. Uma em cada cinco crianças já foi abusada sexualmente. Bispos denunciam o ‘sofrimento’ causado pela violência

Revista ihu on-line

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Grande Sertão: Veredas. Travessias

Edição: 538

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Grande Sertão: Veredas. Travessias

Edição: 538

Leia mais

Grande Sertão: Veredas. Travessias

Edição: 538

Leia mais

Mais Lidos

  • Comunhão na Igreja dos EUA ''já está fraturada''. Entrevista com Massimo Faggioli

    LER MAIS
  • Vozes que desafiam. A vida de Simone Weil marcada pelas opções radicais

    LER MAIS
  • A disrupção é a melhor opção para evitar um desastre climático, afirma ex-presidente irlandesa

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

24 Maio 2017

A Conferência dos Bispos da África do Sul condenou o "sofrimento" causado pela violência contra mulheres e crianças no país, já que novos dados revelam que uma mulher é morta a cada oito horas por alguém que ela conhece e uma em cada cinco crianças já foi abusada sexualmente.

A reportagem é de Rose Gamble, publicada por The Tablet, 23-05-2017. A tradução é de Luísa Flores Somavilla.

Embora o país esteja em choque com essas estatísticas, "a violência doméstica é comum", afirmaram os bispos da África do Sul em uma declaração divulgada no dia 19 de maio.

"A integridade física das mulheres e das crianças não é respeitada", acrescenta a declaração, assinada por Stephen Brislin, Arcebispo da Cidade do Cabo e presidente da Conferência dos Bispos da África do Sul.

"Cada crime contra a mulher e a criança faz com que o delicado tecido da nossa sociedade revele um pouco mais", diz a declaração.

Não se pode depender da prisão e do processo criminal, segundo os bispos. Ao contrário, eles pedem que sejam implementados programas de educação para crianças "a fim de reduzir a violência no futuro".

"Ao invés de apenas investir enormes quantias de dinheiro no sistema criminal e nas penitenciárias, mais fundos deveriam ir para programas e apoio aos pais", diz a declaração dos bispos.

"Nossos corações e orações estão voltados para todas as vítimas de violência", concluem.

Centenas de manifestantes tomaram as ruas de Pretória em 20 de maio, irritados com o aumento da violência contra as mulheres e crianças na África do Sul.

Uma recente onda de ataques violentos contra mulheres e meninas gerou uma série de manchetes na África do Sul.

Segundo dados divulgados pelo Conselho de Pesquisa Médica da África do Sul (Medical Research Council - MRC), até 40% dos homens agridem suas parceiras todos os dias. Além disso, uma mulher é morta por alguém que ela conhece a cada oito horas no país e uma em cada cinco mulheres já sofreu pelo menos um ato de violência em sua vida.

O presidente sul-africano Jacob Zuma visitou a casa dos pais de uma menina de três anos que foi violentada e morta, na semana passada.

"Como cidadãos deste país, nós precisamos dizer 'Basta'", disse Zuma após a visita. "Este foi um dos incidentes mais tristes que já encontrei. É uma crise no país, a maneira como mulheres e crianças estão sendo mortas."

A Aliança Democrática, principal partido de oposição, disse que o aumento da violência representa um "fracasso em tornar a África do Sul segura para todos" e convidou a todos a debater o problema em nível nacional.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

África do Sul. Uma em cada cinco crianças já foi abusada sexualmente. Bispos denunciam o ‘sofrimento’ causado pela violência - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV