CPT divulga tentativa de atentado contra trabalhadores rurais no Pará

Revista ihu on-line

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Grande Sertão: Veredas. Travessias

Edição: 538

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Grande Sertão: Veredas. Travessias

Edição: 538

Leia mais

Mais Lidos

  • Comunhão na Igreja dos EUA ''já está fraturada''. Entrevista com Massimo Faggioli

    LER MAIS
  • Vozes que desafiam. A vida de Simone Weil marcada pelas opções radicais

    LER MAIS
  • A disrupção é a melhor opção para evitar um desastre climático, afirma ex-presidente irlandesa

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

25 Março 2017

Na última sexta-feira (17) dois irmãos trabalhadores rurais retornavam do trabalho por volta das 14 horas quando foram surpreendidos por tiros no Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) Serra Azul, no Pará. Um dos irmãos, de 30 anos e que não teve o nome divulgado, foi atingido no braço e no tórax. O relato foi divulgado pela Comissão Pastoral da Terra (CPT) que afirmou se tratar de uma emboscada.

A reportagem foi publicada por Amazônia, 24-03-2017.  

O homem ferido foi levado ao hospital da cidade de Monte Alegre, onde não conseguiu atendimento adequado, e seguiu para unidade médica em Santarém (PA). Ainda segundo a CPT a polícia de Monte Alegre apresentou resistência para formalizar o Boletim de Ocorrência.

A região é palco de conflitos agrários há anos, as famílias vivem com medo e afirmam que grileiros têm cometido vários crimes ambientais, como a derrubada da floresta com o objetivo de descaracterizar a área de desenvolvimento sustentável. Em 2015, Luiz Paulo, tesoureiro da Associação do PDS, foi vítima de um atentado e hoje integra a lista do Programa de Proteção do governo federal.

Segundo o relato a violência é causada pelo menos grupo. Membros da comunidade afirmam que o suspeito de atirar contra os trabalhadores é um homem conhecido na região como “Paulista Preto”, “com histórico de ações violentas contra os trabalhadores”, destacam. Ainda conforme informações da comunidade, o suspeito é pistoleiro e presta serviços a outras pessoas que grilam terras no PDS.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

CPT divulga tentativa de atentado contra trabalhadores rurais no Pará - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV