Frases do dia

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Bolsonaro é retratado como criminoso de guerra em vídeo sobre Amazônia

    LER MAIS
  • É desumano continuar a morrer sozinhos. E não digam que não poderia ter sido feito de outra forma

    LER MAIS
  • A vacina não é um bem comum

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


06 Março 2017

Lula 2018

“O texto (publicado em Valor, 24-02-2017, contestando a posição heterodoxa de André Lara Resende) de Nelson Barbosa (economista e ex-ministro do governo Dilma) sugere uma visão que, caso adotada por um eventual governo Lula, resgataria um modelo mais próximo da política econômica inicial do ex-presidente, no período em que Antonio Palocci estava no Ministério da Fazenda, do que do desvio heterodoxo posterior” – Samuel Pessôa, economista – Folha de S. Paulo, 05-03-2017.

Palocci

“Diante da real possibilidade de vitória de Lula, o que importa para o analista é saber qual Lula voltará: o Lula pragmático de Antonio Palocci ou o ideológico do período posterior?” – Samuel Pessôa, economista – Folha de S. Paulo, 05-03-2017.

Nelson e PSOL

“Pelo tom dos textos preparatórios ao 6º Congresso do partido, deverá prevalecer versão extremada do PT ideológico. Parece que o PT abandonou de vez a social-democracia e lutará com o PSOL pelo espaço da extrema-esquerda. Pelo artigo de Nelson, temos uma visão que parece mais próxima do pragmatismo palocciano” – Samuel Pessôa, economista – Folha de S. Paulo, 05-03-2017.

Coisas boas

“Durante o consulado petista, Lula encantou-se com a ideia de transposição das águas do Rio São Francisco e transformou-a numa das joias de sua coroa. A obra demorou dez anos e custou o dobro do que se previa, salpicada por mordidas de empreiteiras. Apesar de tudo isso, uma parte do projeto está ficando pronta. As coisas boas também acontecem” – Elio Gaspari, jornalista – Correio do Povo, 04-03-2017.

Lula e JK

“Os quilômetros de canais que atravessam o semiárido estarão para Lula assim como Brasília está para Juscelino Kubitschek. (Também vai para a conta do estilo petista de operar; a transposição de R$ 200 milhões para o bolso de maganos metidos na obra do Eixo Leste.)” – Elio Gaspari, jornalista – Correio do Povo, 04-03-2017.

A arte de Padilha

“O ministro licenciado Eliseu Padilha está debaixo de chumbo e algum dia contará se José Yunes fritou-o ou se ambos congelaram Michel Temer. Enquanto ele esteve na Casa Civil, os parlamentares que recorriam à sua ajuda tiveram uma antevisão do paraíso” – Elio Gaspari, jornalista – Correio do Povo, 04-03-2017.

Um idiota entende tudo

“Todos os capilés de empreiteiras dados ao PT eram produto da corrupção, de propinas e da promiscuidade que os comissários mantinham com as empresas. Todos os capilés dados a políticos de todos os outros partidos que estavam no poder em seus estados, ou mesmo no governo federal petista, eram legítimas doações de campanha” – Elio Gaspari, jornalista – Correio do Povo, 04-03-2017.

Panaceia

“(A ideia de lançar quadros de destaque para Câmara) Não é uma panaceia. Tudo vai depender do grau de renovação que o PT vai processar no seu congresso e de como isso será compreendido pela sociedade” – Tarso Genro, ex-governador do Rio Grande do Sul – PT – O Globo, 06-03-2017.

Sem cargo

“Somente nesta hipótese (convocação de um Assembleia Constituinte) valeria o sacrifício, já que, depois de tantos anos cumprindo mandatos, posso reorganizar a minha atividade política, combinando-a com a retomada da minha vida profissional e das minhas relações familiares” – Tarso Genro, ex-governador do Rio Grande do Sul – PT, dizendo que não pretende disputar qualquer cargo na próxima eleição – O Globo, 06-03-2017.

Surrealista

“Poucas vezes na sua história o Brasil atravessou uma conjuntura política tão surrealista. Os brasileiros que acompanham os capítulos da novela da corrupção, agora encenada em sua versão eleitoral, são convidados diariamente a resistir à desesperança e ao cinismo. Mas uma coisa não se pode negar aos personagens que protagonizam as manchetes: eles já não têm o menor receio de insultar a inteligência da plateia” – Josué de Souza, jornalista – portal Uol, 03-03-2017.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Frases do dia - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV