A transição religiosa no mundo no século XXI

Revista ihu on-line

Base Nacional Comum Curricular – O futuro da educação brasileira

Edição: 516

Leia mais

Renúncia suprema. O suicídio em debate

Edição: 515

Leia mais

Lutero e a Reforma – 500 anos depois. Um debate

Edição: 514

Leia mais

Base Nacional Comum Curricular – O futuro da educação brasileira

Edição: 516

Leia mais

Renúncia suprema. O suicídio em debate

Edição: 515

Leia mais

Lutero e a Reforma – 500 anos depois. Um debate

Edição: 514

Leia mais

Mais Lidos

  • Um milhão de crianças fora da escola: o absurdo do trabalho infantil no Brasil

    LER MAIS
  • Papa pede boicote a bens produzidos por trabalhadores forçados

    LER MAIS
  • Discurso da esquerda não dá a Lula a menor chance de fazer bom governo

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

10 Dezembro 2016

"A transição religiosa global do século XXI vai ocorrer com aumento dos dois maiores grupos religiosos (cristãos e muçulmanos), redução do percentual das outras religiões em conjunto e redução do percentual dos sem-religião (unaffiliated). No global os muçulmanos serão o maior grupo religioso a partir de 2070. Além da mudança de hegemonia, em certo sentido, o mundo tende a ficar mais homogêneo em termos religiosos no século XXI (maior presença dos dois grandes grupos) e menos secular.escreve José Eustáquio Diniz Alves, doutor em demografia e professor titular do mestrado e doutorado em População, Território e Estatísticas Públicas da Escola Nacional de Ciências Estatísticas – ENCE/IBGE, em artigo publicado por EcoDebate, 09-12-2016.

Eis o artigo.



O mundo vai passar por uma grande transição religiosa no século XXI. As filiações cristãs (católicas + evangélicas), que representavam 31,4% da população mundial em 2010, devem passar para 33,8% em 2100. No mesmo período, as filiações muçulmanas passarão de 23,2% para 34,9%. O ponto de inflexão deve ocorrer em 2070, quando os dois grupos devem ter, cada um, cerca de um terço (32,3%) do total da população mundial, conforme pode ser visto no gráfico acima do Instituto PEW.
As causas da mudança decorrem das diferenças na dinâmica demográfica e no processo de migração entre as religiões (trânsito religioso). Nas próximas quatro décadas, os cristãos permanecerão o maior grupo religioso, mas o Islã crescerá mais rápido do que qualquer outra religião importante.

Ateus, agnósticos e outras pessoas que não se afiliam a nenhuma religião – embora estejam aumentando em países como os Estados Unidos, França e Brasil, constituirão uma parte decrescente da população total do mundo. Isto deve ocorrer principalmente devido à diminuição absoluta da população chinesa a partir de 2027.

A população budista global será aproximadamente do mesmo tamanho que era em 2010, enquanto as populações hindu e judaica serão maiores do que são hoje. A Índia manterá uma maioria hindu, mas também terá a maior população muçulmana de qualquer país do mundo, superando a Indonésia.

Nos Estados Unidos, os cristãos vão diminuir de mais de três quartos da população em 2010 para dois terços em 2050, e o judaísmo não será mais a maior religião não cristã. Os muçulmanos serão mais numerosos nos Estados Unidos do que as pessoas que se identificam como judeus com base na religião. Quatro em cada 10 cristãos do mundo viverão na África subsaariana.


Estas são algumas das tendências religiosas globais destacadas no estudo “The Future of World Religions: Population Growth Projections, 2010-2050” do Pew Research Center. As projeções levam em consideração o tamanho atual e a distribuição geográfica das principais religiões do mundo, diferenças de idade, taxas de fecundidade e mortalidade, migração internacional e padrões de conversão.

A transição religiosa global do século XXI vai ocorrer com aumento dos dois maiores grupos religiosos (cristãos e muçulmanos), redução do percentual das outras religiões em conjunto e redução do percentual dos sem-religião (unaffiliated). No global os muçulmanos serão o maior grupo religioso a partir de 2070. Além da mudança de hegemonia, em certo sentido, o mundo tende a ficar mais homogêneo em termos religiosos no século XXI (maior presença dos dois grandes grupos) e menos secular.

Estas são as projeções do estudo que pode ser acessado no link abaixo.

Referência:

PEW. The Future of World Religions: Population Growth Projections, 2010-2050. PEW, Abr 2015



Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

A transição religiosa no mundo no século XXI - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV