Uma em cada quatro cidades de SP tem lixões a céu aberto, diz Tribunal de Contas do Estado (TCE)

Revista ihu on-line

Junho de 2013 – Cinco Anos depois.Demanda de uma radicalização democrática nunca realizada

Edição: 524

Leia mais

Junho de 2013 – Cinco Anos depois.Demanda de uma radicalização democrática nunca realizada

Edição: 524

Leia mais

A esquerda e a reinvenção da política. Um debate

Edição: 523

Leia mais

A esquerda e a reinvenção da política. Um debate

Edição: 523

Leia mais

A virada profética de Francisco – Uma “Igreja em saída” e os desafios do mundo contemporâneo

Edição: 522

Leia mais

A virada profética de Francisco – Uma “Igreja em saída” e os desafios do mundo contemporâneo

Edição: 522

Leia mais

Mais Lidos

  • O quadro dramático do Brasil é denunciado pela Sociedade de Teologia e Ciências da Religião

    LER MAIS
  • Seremos líderes ou escravos da Indústria 4.0?

    LER MAIS
  • Preparando a próxima viagem papal à Argentina

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

05 Novembro 2016

Fiscalização do Tribunal de Contas do Estado (TCE) de São Paulo apontou que pouco mais da metade (51,54%) dos municípios avaliados implantaram o Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos. Em 28,83% dos municípios, o plano está em fase de elaboração e 19,63% deles ainda não iniciaram a elaboração. Em 38 cidades (23,31%) há depósito de resíduos a céu aberto, os chamados lixões, ou seja uma em cada quatro cidades. O TCE fiscalizou um total de 163 municípios.

A informação é de Camila Boehm, publicada por Agência Brasil, 04-11-2016.

O tribunal constatou que a coleta seletiva dos resíduos urbanos é feita em 63,8% dos municípios. Em 34,97% das cidades existe unidade de triagem de resíduos e em 5,52% existe unidade de compostagem.

Sobre áreas de transbordo, 29,45% dos municípios têm tais espaços, ou seja, 48 cidades e 23 cidades não contam com licença de operação da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb).

Em 60,74% dos municípios, existem área de aterro, totalizando 99 cidades. Em 22 municípios não há licença de operação da Cetesb. Em 22 das cidades (13,5%), o tratamento de resíduos sólidos é feito antes do aterramento.

Segundo o tribunal, entre os municípios que levam os resíduos para aterros, poucos fazem algum tratamento do material antes de descartá-lo: reciclagem (19), compostagem (4) e reutilização (2).

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Uma em cada quatro cidades de SP tem lixões a céu aberto, diz Tribunal de Contas do Estado (TCE) - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV