Pablo Iglesias, sobre o Papa: “Rema na mesma direção que nós”

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • Reitor da Unisinos rejeita medalha oferecida pelo Itamaraty

    LER MAIS
  • Carta dos epidemiologistas à população brasileira

    LER MAIS
  • A Bíblia como vocês nunca leram

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: Jonas | 06 Junho 2016

O secretário geral do Podemos, Pablo Iglesias (foto), voltou a elogiar, nesta quinta-feira, a “coragem” do Papa Francisco e o agradeceu por ser capaz de defender coisas que são fáceis de defender atualmente, mais ainda para um líder mundial como ele.

 
Fonte: http://goo.gl/0OlPOe  

A reportagem é publicada por Religión Digital, 03-06-2016. A tradução é do Cepat.

“Está sendo muito corajoso e como líder mundial rema em uma direção muito parecida com a nossa”, destacou o líder da formação, em uma entrevista a Telecinco, reproduzida por Europa Press.

Na mesma linha, reiterou que ficaria encantado em poder conversar com Bergoglio em alguma oportunidade – uma admiração que disse que não tinha a Ratzinger – e revelou que escreveu uma carta ao Papa Francisco, ainda que tenha se esquivado se havia recebido resposta.

Ada Colau e o ‘Banc Expropriat’

Em um plano mais terreno, o líder de Podemos se referiu aos incidentes registrados no bairro barcelonês de Gràcia, após o despejo do denominado ‘Banc Expropiat’, para defender a gestão realizada pela prefeita de Barcelona, Ada Colau.

“A gestão de Ada Colau está sendo, em geral, um exemplo e neste assunto concreto atuou com muitíssima sensatez, buscando fazer com que a Administração possa oferecer soluções que tem a ver com o bem-estar de alguns dos bairros mais bonitos de Barcelona como é Gràcia”, destacou.

Iglesias reiterou que qualquer forma de violência é “rejeitável”, mas “a liberdade de expressão é sempre correta e as formas de expressão do protesto político, sempre que cumpram a lei e sejam pacíficas, são saudáveis”.

Também recordou que, neste caso concreto, parece que havia um consenso entre os vizinhos de que esse centro cívico “estava oferecendo coisas boas à comunidade”.

De qualquer modo, o líder do Podemos se mostrou partidário do “uso social de espaços destinados à especulação” como “algo positivo”, não no caso de moradias. “Se um edifício propriedade de um banco está abandonado e há coletivos que lhe podem oferecer um uso social, que podem fazer cooperativas, que podem fazer ações para os vizinhos, está correto que esse movimento que construiu uma esfera pública não institucional comece a se relacionar com as instituições e estas de alguma maneira lhe reconheçam”, defendeu.

Finalmente, o secretário geral do Podemos rejeitou que seu partido esteja incomodado com a presença de bandeiras comunistas. “Todos os símbolos da mudança são bem-vindos”, enfatizou, defendendo que serão “muito respeitosos” com o restante de formações que se apresentam junto a eles em coalizão.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Pablo Iglesias, sobre o Papa: “Rema na mesma direção que nós” - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV