Milhões de telespectadores aguardam o filme sobre o jesuíta Giuseppe Castiglione, o pintor dos imperadores

Revista ihu on-line

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Mais Lidos

  • Uma análise de fundo a partir do golpe de Estado na Bolívia

    LER MAIS
  • Gregório Lutz e a reforma litúrgica no Brasil. Artigo de Andrea Grillo

    LER MAIS
  • Lula desequilibra o jogo. Craque é craque

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

23 Abril 2015

A obra é uma coprodução entre a Kuangchi Program Service de Taipei e a Jiangsu TV. Está agendada a sua distribuição nos Estados Unidos e na Europa. Na Itália entrará em cartaz no dia 30 de setembro. Enquanto isso o filme circula pelas redes sociais das províncias chinesas.

A reportagem foi publicada por Asia News, 20-04-2015. A tradução é de Ivan Pedro Lazzarotto.

O vídeo do trailer em inglês pode ser visto aqui

Mais de 360 milhões de telespectadores: é o inacreditável número lançado pelas agências de audiência da televisão nacional chinesa (CCTV, 中央電視台) onde são “medidos” os índices de audiência de diversos programas transmitidos. O enorme número de telespectadores foi alcançado na primeira exibição do documentário em três partes sobre Giuseppe Castiglione (郎世寧), pintor jesuíta milanês (1688-1766), transformado em um dos maiores e dos mais admirados na história da arte chinesa.

No final de semana entre 10 e 13 de abril o documentário foi transmitido no canal 10 da grande rede televisiva e atraiu um grande número de telespectadores, inesperado para os muitos que trabalharam no projeto.

Padre Jerry Martinson (丁松筠神父) e padre Emilio Zanetti (蔡明隆神父), jesuítas produtores do filme pertencente ao Kuangchi Program Service (KPS, 光啟社), nos dizem: “Visto o tema e o protagonista, sabíamos que seria um sucesso mas não esperávamos que alcançaríamos um número de telespectadores nessas proporções. Essa é realmente uma surpresa, uma surpresa maravilhosa. Falamos com o diretor da empresa de telecomunicação e com o Sr. Jiang (蔣社長), diretor da seção de documentários da Jiangsu TV (江蘇衛視), sociedade que coproduziu o filme conosco, e estão muito satisfeitos. O Sr. Jiang nos disse via telefone: "Apesar de a competição ser muito grande e existam centenas de produções de alto nível, este é um resultado que somente é alcançado em poucos casos.

O mérito vai para Giuseppe Castiglione, que realmente é uma figura importante na história da arte chinesa, e para a alta qualidade da produção. Jiangsu TV está muito feliz por ter contribuído na produção levada a frente pelo Kuangchi Program Service através da televisão nacional". No próximo mês o filme será exibido por outras empresas provinciais e será repetido pelo canal nacional; o meio bilhão de telespectadores que, no início, parecia uma miragem, será facilmente superado.

“Inacreditável!”, fala em meio ao entusiasmo a presidente do Kuangchi Program Service, Jessica Chuang (莊麗紅社長), “investimos dinheiro, tempo e energias, mas os resultados nos dão razão!”

Padre Jerry diz também que já está pronto um acordo para uma missa televisionada pela rede pública norte-americana, graças à ativa e dinâmica participação de Rose Chen Nanping, do Cardeal Theodore McCarrick e da Universidade de Georgetown de Washington DC.

Padre Zanetti já está pensando no próximo programa: “Na Europa, Castiglione será transmitido na Itália, com pré-lançamento em Milão, seu local de origem, na noite de 30 de setembro, e depois na Alemanha e na França. É um artista internacional e é merecedor dessa promoção mundial. Estamos já conversando sobre a próxima produção do Kuangchi Program Service com a rede televisiva nacional chinesa: para muitos o tema tratado será uma surpresa, e não queremos revelar logo! A coisa mais importante é que Kuangchi Program Service construa uma sólida reputação para as produções de qualidade, os números o confirmam, e não queremos parar por aqui!”

KPS, sempre em colaboração com a Kiangsu Broadcast Corporation, já havia produzido anteriormente outros dois documentários, transmitidos repetidamente pela Televisão central chinesa. A série em quatro partes sobre Xu Guangqui (徐光啟), e a série em duas partes sobre a figura do jesuíta alemão Adam Schall von Bell (湯若望), tutor do jovem imperador Shunzhi (順治帝). Além da ampla audiência, alcançaram também um notável número de prêmios nacionais e regionais pela qualidade da produção. Ambas as séries foram distribuídas também em DVD e na Internet.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Milhões de telespectadores aguardam o filme sobre o jesuíta Giuseppe Castiglione, o pintor dos imperadores - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV