14 de fevereiro de 1981

Revista ihu on-line

O Brasil na potência criadora dos negros – O necessário reconhecimento da memória afrodescendente

Edição: 517

Leia mais

Base Nacional Comum Curricular – O futuro da educação brasileira

Edição: 516

Leia mais

Renúncia suprema. O suicídio em debate

Edição: 515

Leia mais

Mais Lidos

  • Deve a Igreja Católica estimular o veganismo?

    LER MAIS
  • China-Vaticano: vigília de um possível acordo. Artigo de Francesco Sisci

    LER MAIS
  • Amazônia é vítima de ‘tempestade perfeita’

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

14 Fevereiro 2018

Franz de Castro Holzwarth. Brasil, +1981.

Advogado,  Mártir da Pastoral Carcerária em Jacarei.
               
Advogado e teólogo, iniciou seu trabalho junto aos presos da APAC (Associação de Proteção e Assistência aos Condenados) em 1973, na cidade de São José dos Campos, SP. Nas galerias e celas do presídio, ficava em média dezesseis horas, convivendo com os presos.

“A minha vida eu daria, afirmava, em garantia e em alívio a muitos sofrimentos”. Durante uma rebelião, ofereceu-se como refém, para que um policial militante fosse liberado e, quando o carro onde Franz se encontrava saiu, a polícia iniciou o tiroteio perfurando com mais de trinta e oito projéteis o corpo do “apóstolo do amor”.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

14 de fevereiro de 1981 - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV