Ex-embaixador da Santa Sé no Brasil é primeiro cardeal nomeado por Francisco

Revista ihu on-line

Sistema público e universal de saúde – Aos 30 anos, o desafio de combater o desmonte do SUS

Edição: 526

Leia mais

Karl Marx, 200 anos - Entre o ambiente fabril e o mundo neural de redes e conexões

Edição: 525

Leia mais

Junho de 2013 – Cinco Anos depois.Demanda de uma radicalização democrática nunca realizada

Edição: 524

Leia mais

Mais Lidos

  • “Debate Aparecida”, reunirá, no dia 20 de setembro, candidatos à Presidência da República para as eleições de 2018

    LER MAIS
  • Ruralistas pedem suspensão dos processos de demarcação de terras indígenas e quilombolas

    LER MAIS
  • O Papa condena com ‘dor e vergonha’ as ‘atrocidades’ dos abusos sexuais. Carta do Papa Francisco ao Povo de Deus

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

14 Março 2013

O primeiro cardeal criado pelo papa Francisco é o ex-núncio apostólico no Brasil arcebispo italiano dom Lorenzo Baldisseri, conforme informações exclusivas obtidas pela reportagem do Estado. O ex-núncio é o ex-embaixador da Santa Sé no Brasil.

A informação é de Filipe Domingues e publicada pelo portal do jornal O Estado de S. Paulo, 15-03-2013.

A nomeação ocorreu logo ao fim do conclave, retomando uma antiga tradição católica. Durante muito tempo na História da Igreja, o papa costumava elevar imediatamente ao cardinalato o bispo que atuava como secretário do colégio cardinalício, que também é o secretário do conclave. Ele é responsável, por exemplo, por queimar os votos no fim de cada escrutínio e colocar o chapéu branco (solidéu) no novo papa. Em troca, recebe do pontífice recém-eleito o antigo chapéu vermelho de cardeal, em forma de agradecimento.

“O papa de fato fez dom Lorenzo cardeal durante o conclave, retomando uma tradição que Paulo VI havia quebrado”, afirmou o padre Michelino Roberto, da Arquidiocese de São Paulo, que está em Roma e confirmou a informação junto ao cardeal Dom Odilo Pedro Scherer. “Foi um gesto muito simples, que para muitos passou despercebido. Mas ontem Dom Lorenzo realmente apareceu na missa com os outros cardeais”, acrescentou.

Portanto, Baldisseri é o primeiro cardeal nomeado pelo papa Francisco, cujo pontificado começou já no momento em que aceitou ser o novo “sucessor do apóstolo Pedro”.

O Vaticano não divulgou a informação oficialmente, pois tudo ocorreu ainda dentro do conclave, onde os atos são sigilosos. Ontem, d. Lorenzo apareceu discretamente na primeira missa do papa Francisco usando um solidéu vermelho, junto aos cardeais eleitores do conclave. A imagem passou despercebida também pelos espectadores e pela imprensa internacional, que só puderam assistir à missa pela TV.

Atualmente, a principal função de Baldisseri é a de secretário da Congregação para os Bispos, cujo prefeito é o cardeal Marc Ouellet. Dom Lorenzo Baldisseri, de 72 anos, foi o representante do papa no Brasil durante quase dez anos, de 2002 a 2012, e tinha como principal função intermediar nomeações de bispos pra o País e as relações entre a Santa Sé e o Estado brasileiro. Agora como cardeal se torna um dos homens de confiança do papa.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Ex-embaixador da Santa Sé no Brasil é primeiro cardeal nomeado por Francisco - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV