O crescimento dos distúrbios alimentares

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Propor vacinação só em março e alcançar no máximo 1/3 da população em 2021 é um crime

    LER MAIS
  • Ailton Krenak: “A Terra pode nos deixar para trás e seguir o seu caminho”

    LER MAIS
  • Covid-19: 'Pandemia no Sul caminha para agravamento sem precedentes', diz epidemiologista

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


15 Dezembro 2006

A Biblioteca Virtual de Saúde do Ministério da Saúde divulgou uma pesquisa que apresentou estatísticas dramáticas sobre os distúrbios alimentares. Esses dados mostram que 1% da população mundial sofre de anorexia ou bulimia e 90% desses pacientes são mulheres.

Os pacientes com anorexia nervosa iniciam o quadro em geral entre 13 e 18 anos. São pessoas que apresentam algumas características de personalidade, tais como alto grau de perfeccionismo e exigência, que apresentam dificuldades no seu processo de autonomia e crescimento e são extremamente obstinadas. Já a bulimia nervosa tem início um pouco mais tardio, oscilando entre os 16 e 25 anos.

Grande parte dos profissionais de saúde, como pediatras, clínicos gerais, ginecologistas, endocrinologistas e psicólogos não são bem treinados para lidar com esses transtornos. O número de profissionais especializados que trabalha com o tema ainda é restrito, porém vêm crescendo nas últimas décadas.

(cfr. notícia do dia 15-11-06, desta página).

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O crescimento dos distúrbios alimentares - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV