Áustria, cardeal Schönborn (Viena), "o abuso não deve ter espaço na Igreja"

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Com Francisco ou fora da Igreja. O duro desabafo do presidente da CEI

    LER MAIS
  • Núcleo de pesquisa da USP publica nota sobre criacionismo defendido por novo Presidente da CAPES

    LER MAIS
  • A nova teologia do Ecoceno. Entrevista com Leonardo Boff

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

23 Agosto 2018

Em entrevista concedida nesta quarta-feira à agência de imprensa da Igreja Católica austríaca, Kathpress.at, o cardeal Christoph Schönborn, arcebispo de Viena, analisou o valor da carta do Papa sobre os abusos na Igreja, destacando o papel não só acusatório e penitente, mas propositivo do texto.

A informação foi publicada por Servizio di Informazione Religiosa - SIR, 21 -08-2018. A tradução é de Luisa Rabolini.

Segundo o cardeal, a Igreja não deve parar de enfrentar os casos de abuso e deve desenvolver o trabalho de prevenção. Toda a comunidade da Igreja Católica tem a obrigação de fazer tudo, evidencia Schönborn, "para que o abuso não tenha espaço na Igreja" e essa responsabilidade deve ser aplicada sem concessões. Nestes dias em Dublin para o Encontro Mundial das Famílias, o cardeal observou como o Papa ressalte que "a Igreja precisa urgentemente intensificar os seus esforços para assegurar a proteção dos menores e adultos em situação de vulnerabilidade". Mais uma vez, o Papa Francisco "fez um claro passo à frente", com esta carta, disse Schönborn: o Papa com uma linguagem simples "mostrou claramente o caminho para os bispos e para todos aqueles que estão na Igreja" sobre como enfrentar o problema dos abusos. Na Áustria, desde 2010, o trabalho de prevenção aumentou, lembrou o card. Schönborn: "Nossa primeira preocupação deve ser com as vítimas, sem compromisso". Todos os bispos e todos os católicos do país, estão unidos nesta questão, acredita o cardeal Schönborn.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Áustria, cardeal Schönborn (Viena), "o abuso não deve ter espaço na Igreja" - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV