Arcebispo Ortodoxo Russo diz que política de gênero da Europa Ocidental é uma "enorme tragédia"

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • O ataque ao Capitólio e a tentativa de golpe contra o Papa Francisco. Artigo de Massimo Faggioli

    LER MAIS
  • “A pandemia demonstrou as consequências de 40 anos de neoliberalismo”, avalia Joseph Stiglitz

    LER MAIS
  • Carta ao Povo Brasileiro: por vacina para todos, retorno do auxílio emergencial, mais recursos para o SUS e Fora Bolsonaro

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


16 Janeiro 2018

A política de gênero da Europa Ocidental é "uma enorme tragédia e as próximas gerações verão suas repercussões", disse o metropolitano Hilarion (Alfeev) de Volokolamsk, líder do departamento de relações externas da Igreja do Patriarcado de Moscou, no canal televisivo Rossiya 24, no sábado.

"As decisões tomadas em muitos países europeus hoje em dia são impostas pela mesma ideologia que já destruiu muitas famílias, a ideologia que afirma que um indivíduo pode escolher o gênero, que mesmo na infância é possível definir quem serão seus parceiros no futuro - homossexuais ou não", disse o metropolitano Hilarion.

A informação é publicada por Tass, 15-01-2018. A tradução é de Luisa Flores Somavilla.

"Todas as cirurgias de redesignação de sexo são baseadas em mentira e enganação", disse. "As mentiras são introduzidas através da ideologia, que, por sua vez, vêm através da educação escolar. É uma enorme tragédia da Europa ocidental contemporânea e de todo o mundo ocidental contemporâneo. Talvez apenas as próximas gerações vão entender a dimensão da tragédia".

Segundo ele, é impossível mudar de gênero, mas "é possível colocar uma máscara sobre a redesignação de sexo".

"Significa que as características externas do ser humano são passíveis de serem alternadas. Então, suponhamos que um homem ter a aparência de mulher", disse o arcebispo. "No entanto, este homem não pode ter um bebê e nunca vai ser uma mulher de verdade."

A Igreja "sempre vai chamar a atenção contra essas mentiras e enganações", acrescentou.

"O que é um transtorno mental, o que poderia ser corrigido e curado, é apresentado como norma, e as pessoas são forçadas a se desfigurar. Há muitos casos em que as pessoas voltam à sanidade. Quando fizeram operações das mais difíceis, redesignando o gênero ou mudando a cor da pele", disse o metropolitano Hilarion. "Depois, percebem que foram apenas enganados, mas não há o que possa ser reparado".

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Arcebispo Ortodoxo Russo diz que política de gênero da Europa Ocidental é uma "enorme tragédia" - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV