Emissões de carbono explodem no Brasil e anunciam desastre ambiental

Revista ihu on-line

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Mais Lidos

  • O psicanalista analisa o "vazio de sentido". "A técnica domina, a política não decide, os jovens consomem e ponto". Entrevista com Umberto Galimberti

    LER MAIS
  • ''Estamos vendo o início da era da barbárie climática.'' Entrevista com Naomi Klein

    LER MAIS
  • Necropolítica Bacurau

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

02 Novembro 2017

"Com enormes reservas de água, biodiversidade e florestas, o Brasil poderia ser uma potência ambiental. No futuro, a água será mais importante que o petróleo. Mas a visão econômica vigente desconsidera o desenvolvimento sustentável", alerta Nabil Bonduki, arquiteto e urbanista, professor da FAU-USP, em artigo publicado por Folha de S. Paulo, 31-10-2017.

Eis o artigo.

Dia 6 de novembro inicia-se em Bonn, na Alemanha, a 23ª COP (Conferência de Mudanças Climáticas), e o Brasil tem "ótimas" notícias para levar. O Observatório do Clima divulgou que as emissões de gases de efeito estufa aumentaram 8,9% em 2016 em relação a 2015, alcançando 2,278 bilhões de toneladas de gás carbônico equivalente (CO2e).

O incremento, o maior desde 2004, causa perplexidade, pois ocorreu em um ano em que o PIB nacional recuou 3,6%. O país é a única grande economia do mundo que aumenta as emissões sem gerar riqueza. Uma proeza, pois, normalmente, as emissões se relacionam com crescimento.

Com essa performance, ocupamos o 7º lugar de maior poluidor do planeta, contribuindo com 3,4% do total mundial de CO2e. Uma porcentagem superior ao peso da população e do PIB brasileiros no planeta (respectivamente, 2,7% e 2,5%), apesar de a base enérgica do país ser predominantemente limpa, baseada em hidroelétricas.

O desafio do desenvolvimento sustentável é combinar crescimento econômico com proteção ambiental e distribuição de riquezas. Mas o modelo econômico que está sendo implementado no país caminha exatamente no sentido oposto.

A agropecuária, único setor que cresce no PIB de 2017, responde por 74% das emissões. Baseada em desmatamento ilegal, abertura de pastagens com pecuária extensiva e produção de grãos com uso intensivo de fertilizantes e agrotóxicos, a agricultura está muito distante de ser de baixo carbono.

O agronegócio tem grande peso no Congresso e negocia o apoio ao governo em troca de flexibilização de restrições ambientais. Se a questão ambiental já não era priorizada com Dilma, no governo Temer a sensação é que "liberou geral".

Na última semana, edifícios e equipamentos do Ibama e do Instituto Chico Mendes (ICMBio) em Humaitá (AM) foram destruídos por garimpeiros descontentes com a ação fiscalizadora dos órgãos ambientais.

Incêndio destruiu 68 mil hectares do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (28% da cobertura vegetal); suspeita-se de uma ação criminosa de agricultores contrários à sua ampliação. A seca que afeta o Distrito Federal está relacionada com a expansão da monocultura no cerrado.

São fenômenos isolados, mas que, combinados com muitos outros, geram resultados globais desastrosos.

Com enormes reservas de água, biodiversidade e florestas, o Brasil poderia ser uma potência ambiental. No futuro, a água será mais importante que o petróleo. Mas a visão econômica vigente desconsidera o desenvolvimento sustentável.

O descaso do governo, do Congresso e até mesmo da sociedade com o desastre ambiental é impressionante. É uma conta que já estamos pagando e que ficará mais cara no futuro.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Emissões de carbono explodem no Brasil e anunciam desastre ambiental - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV