O Papa nomeia o cardeal Burke entre os juízes do Tribunal da Assinatura

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • O Papa doa aos pobres um prédio de luxo a poucos passos de São Pedro

    LER MAIS
  • Arautos do Evangelho. Vaticano retoma a intervenção

    LER MAIS
  • “Infelizmente, a história da escravidão é contada por pessoas brancas”. Entrevista com Laurentino Gomes

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

02 Outubro 2017

O Papa Francisco nomeou o Cardeal Raymond Leo Burke entre os membros do Supremo Tribunal da Assinatura Apostólica. É uma notícia significativa, dado o papel que o cardeal assumiu no debate público dos últimos dois anos em relação aos Sínodos sobre a família e à exortação Amoris laetitia. Burke é um dos quatro cardeais signatários dos "dubia" e é também o único membro do Colégio dos Cardeais a ter repetidamente e publicamente falado de uma "correção formal" ao Pontífice.

A informação é de Andrea Tornielli, publicada por Vatican Insider, 30-09-2017. A tradução é de Luisa Rabolini.

O boletim da Sala de Imprensa do Vaticano anunciou a nomeação de cinco novos membros da do Tribunal da Assinatura Apostólica, o tribunal de última instância que julga em nome do Papa e é presidido pelo cardeal Dominique Mamberti. Em novembro de 2014, o atual Prefeito tomou o lugar de Burke, transferido para a Ordem dos Cavaleiros de Malta. Burke tinha sido prefeito do Tribunal desde 2008. A nomeação do prelado americano demonstra a estima do Papa por sua preparação canônica, já manifestada ao lhe confiar a nada fácil missão de recolher os testemunhos sobre o complexo caso das acusações de pedofilia contra o arcebispo de Guam, Anthony Sablan Apuron.

Junto com Burke foram nomeados membros e, portanto, juízes, o Cardeal Edoardo Menichelli, arcebispo emérito de Ancona, que foi por muito tempo um oficial do Tribunal e secretário particular do prefeito Achille Silvestrini. Depois foi também nomeado o Vigário emérito de Roma, Agostino Vallini, que foi Prefeito do Tribunal durante quatro anos, de 2004 a 2008. Entre os novos juízes nomeados por Francisco estão o arcebispo Frans Daneels, secretário do dicastério de 2008 a 2016 e o bispo canonista Johannes Willibrordus Maria Hendriks, auxiliar de Haarlem-Amsterdam.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O Papa nomeia o cardeal Burke entre os juízes do Tribunal da Assinatura - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV