O futuro da mobilidade nos carros elétricos autônomos compartilhados

Revista ihu on-line

Missões jesuíticas. Mundos que se revelam e se transformam

Edição: 530

Leia mais

Nietzsche. Da moral de rebanho à reconstrução genealógica do pensar

Edição: 529

Leia mais

China, nova potência mundial – Contradições e lógicas que vêm transformando o país

Edição: 528

Leia mais

Mais Lidos

  • De Martini a Bergoglio. Rumo a um Concílio Vaticano III

    LER MAIS
  • Abriu-se a porteira da absoluta ingovernabilidade no Brasil. Entrevista com Paulo Arantes

    LER MAIS
  • Bispos e padres boicotam a encíclica Laudato si’

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

01 Setembro 2017

Já pensou num futuro onde as pessoas não possuem carros mas pagam por serviços de compartilhamento fornecidos por empresas que são donas de enormes frotas de carros elétricos autônomos? O grupo alemão Daimler dono das marcas Mercedes-Benz e Smart, apresentou o futuro da mobilidade urbana com seu moderno carro conceito Smart Vision EQ For Two

A reportagem é de Renato Cunha e publicado por stylourbano, 31-08-2017.

O veículo de dois lugares totalmente elétrico da Smart possui um conjunto completo de tecnologias cuja finalidade é torná-lo um carro de compartilhamento 100% autônomo. Munido de inteligência artificial, o Vision EQ For Two pode ser chamado pelo cliente através de um aplicativo de smartphone, vai sozinho até ele e quando o encontra o saúda gentilmente através de um monitor, abre a porta e o transporta ao seu destino.

A frota de carros de compartilhamento Vision EQ ForTwo usaria “inteligência coletiva” para se concentrar em áreas de alta demanda, ajudando a reduzir o tempo para pegar e levar os clientes e melhorar a conveniência geral do sistema. Sempre haveria carros disponíveis perambulando pelas ruas da cidade com base nesse mapeamento inteligente, ajudando a promover números de utilização mais elevados e reduzir a dependência de veículos de propriedade privada.

 

Os passageiros utilizam seus smartphones para agendar um passeio, e cada passageiro será recebido por mensagens personalizadas apresentadas em superfícies de exibição e de projeção digital na frente do Vision EQ ForTwo e no painel interno do veículo.

Como é 100% autônomo o carro não possui volante e pedais de condução, sem isso, ele ganha um interior espaçoso que parece muito maior do que você esperaria de um carro pequeno. Além de mostrar os nomes dos passageiros e saudações, o painel preto digital na frente do carro mostra informações como o número de passageiros a bordo, o destino, ou avisos para os outros clientes.

Na visão futurista da Daimler, cada carro elétrico iria se dirigir a uma estação de carregamento quando não estiver transportando passageiros. Os carros poderiam ser carregados indutivamente e também utilizar a eletricidade na rede para ajudar a reduzir o estresse durante horários de pico. Então, você prefere os gastos e preocupações de ser dono de um carro ou prefere algo prático como os carros elétricos autônomos de compartilhamento? As montadoras apostam que as gerações Y, Z e Alpha vão preferir o compartilhamento.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O futuro da mobilidade nos carros elétricos autônomos compartilhados - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV