Cardeal Tobin impede a deportação de um imigrante mexicano

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • “O coronavírus é um pedagogo cruel”. Entrevista com Boaventura de Sousa Santos

    LER MAIS
  • Porque a América Latina é o epicentro da pandemia? Artigo de Raúl Zibechi

    LER MAIS
  • Se nos empenharmos a aliviar tanto sofrimento, estaremos buscando a Deus. Artigo de José María Castillo

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


13 Março 2017

O Cardeal de Newark, Joseph Tobin, juntamente com vários líderes políticos e religiosos, impediu nesta sexta-feira que um imigrante mexicano que há décadas entrou ilegalmente nos Estados Unidos fosse deportado. Catalino Guerrero, de 59 anos, com quatro filhos (e outros tantos netos), é "um rosto, para além das estatísticas ou demônios", disse o cardeal, um dos braços direitos do Papa Francisco nos EUA.

"Vocês veem o semblante de Catalino e ouviram como ele viveu", disse o cardeal. "Agora vamos pedir às autoridades que determinaram o seu destino que não só vejam seu rosto, mas também o nosso", disse Tobin.

A informação é publicada por Religión Digital, 11-03-2017. A tradução é de Henrique Denis Lucas.

Guerrero entrou ilegalmente nos Estados Unidos, vindo do México, em 1991. Desde então, trabalhou constantemente, pagou impostos, tem casa própria e não tem antecedentes criminais, exatamente como observou o Senador democrata Bob Menéndez. Há vários anos, ele solicitou uma autorização de trabalho, mas preencheu um formulário incorretamente e acabou pedindo equivocadamente por asilo.

O advogado de Guerrero, Cesar Estela, afirmou que seu cliente tem diabetes e sofreu um acidente vascular cerebral há vários anos. Cesar Estela disse que vai aproveitar a prorrogação concedida para iniciar o processo de residência legal.

A deportação do imigrante foi adiada principalmente por causa de seus problemas médicos, declarou o advogado. No entanto, em uma reunião com advogados do ICE no mês passado, Guerrero foi instruído a agendar a entrega de seu passaporte para sexta-feira. O advogado disse que no mesmo dia tentou suspender a deportação de seu cliente em um ano, o que não foi concedido. A próxima audiência sobre o caso será em 22 de maio.

"Espero que o presidente Trump esteja assistindo a isso, porque Catalino Guerrero não é um homem mau", disse Menéndez, referindo-se ao termo usado pelo presidente para designar as pessoas que estariam sujeitas à deportação.

Tobin é um dos bispos estadunidenses mais críticos com as políticas anti-imigração de Donald Trump e discutiu com o vice-presidente Mike Pence quando, como governador de Indiana, ele queria impedir refugiados sírios de se estabelecerem no estado. Na época, Tobin era arcebispo de Indianápolis.

No mês passado, o Cardeal afirmou que o decreto de Trump proibindo temporariamente que pessoas de sete países de maioria muçulmana entrassem no país era "absurdo" e disse que os legisladores deveriam se concentrar em corrigir as leis que regulam a imigração, e não em uma deportação em larga escala.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Cardeal Tobin impede a deportação de um imigrante mexicano - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV