Jejum de carbono durante a Quaresma pode honrar a criação de Deus

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Cardeal: a primeira pergunta que Deus faz não é sobre orientação sexual, mas sobre o cuidado com os pobres

    LER MAIS
  • Cardeal espanhol: ‘O comunismo marxista … renasceu’ no país

    LER MAIS
  • O silêncio dos teólogos. Custódia da comunhão e medo cúmplice

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

02 Março 2017

Pelo terceiro ano consecutivo, a Arquidiocese de Mumbai está pedindo aos fiéis para levar a tradição da Quaresma de abrir mão de algo um pouco mais longe, pedindo por um jejum de carbono, na tentativa de conscientizar sobre a necessidade de cuidar do planeta.

A reportagem é de Nirmala Carvalho, publicada por Crux, 28 -02-2017. A tradução é de Luísa Flores Somavilla.

A Quaresma está aí mais uma vez e a hierarquia está cada vez mais criativa para usar este período para estimular os paroquianos a serem pessoas e cidadãos melhores. Muitos estadunidenses aproveitam a oportunidade de combinar a observância religiosa e a tentativa de largar vícios pouco saudáveis, como o cigarro, o álcool ou o açúcar.

A Arquidiocese de Mumbai [anteriormente conhecida como Bombaim] está indo bem adiante, em uma tentativa de fazer as pessoas pensarem não só no futuro de sua própria saúde, mas também na saúde do planeta. Com isto em mente, eles emitiram um convite ao jejum de carbono durante a Quaresma de 2017.

O site da arquidiocese afirma: "o jejum de carbono desafia as pessoas a refletirem sobre suas ações diárias e sobre seu impacto sobre o meio ambiente."

As campanhas pelo jejum de carbono, segundo eles, "são projetadas para que, durante a Quaresma, as pessoas tomem pequenas atitudes para reduzir a produção de dióxido de carbono com a esperança de ajudar o ambiente e tornar o mundo um passo mais próximo de uma existência sustentável. Os passos praticados durante a Quaresma devem ter continuidade, de modo que a mudança seja duradoura".

Por muito tempo considerada uma dos megacidades mais poluídas do mundo, um estudo recente do Instituto Indiano de Tecnologia de Bombaim mostrou que em 2015 a poluição do ar contribuiu para 80.665 mortes prematuras de adultos acima de 30 anos em Mumbai e Deli.

O comunicado da Arquidiocese de Mumbai também aponta que, enquanto muitas pessoas optam por se abster de algo tão pequeno quanto chocolate, "este ano o nosso desafio é mais profundo, é o jejum de carbono - para reduzir as ações que prejudicam a Criação de Deus; para reduzir nosso uso de gasolina, eletricidade, plástico, papel, água e toxinas".

O bispo auxiliar de Mumbai Allwyn D'Silva explicou que nos "últimos 2 anos, a Arquidiocese de Bombaim adotou o jejum de carbono durante a Quaresma e este ano também queremos continuar com a iniciativa que as pessoas passaram a manter mesmo após a época da Quaresma."

Fazer com que as pessoas pensem para além da época da Quaresma e façam mudanças permanentes em seu comportamento é um objetivo difícil, mas que D'Silva e muitos outros consideram necessário.

Nas últimas duas décadas, D'Silva vem tentando reduzir o impacto do aquecimento global através de várias iniciativas de conscientização, educação ambiental nas escolas e publicação de trabalhos acadêmicos para que as paróquias sejam mais ecológicas.

D'Silva envolveu-se com as questões ambientais quando a consciência do público em geral era mínima. Ele se envolveu ativamente com questões de danos ecológicos - participando de workshops, organizando seminários e realizando atividades de auxílio às comunidades marginalizadas afetadas pelas mudanças climáticas.

O lema episcopal de D'Silva é "Cuidado com a Criação" e, atualmente, ele é Secretário do gabinete para a Mudança Climática da Federação das Conferências Episcopais da Ásia (FABC). Ele é um grande apoiador da encíclica do Papa Francisco, Laudato Si'.
"No livro da criação, lemos que Deus criou um mundo belo e viu que o mundo era bom, mas, infelizmente, nós destruímos o mundo com nossas ações", disse D'Silva à Crux.

"[A luta contra a] mudança climática está enraizada na fé, pois cuidar da criação é manifestar o seu amor pelo Criador. Quanto mais cuidamos da criação, mais nos espiritualizamos", disse ele. "A incerteza paira sobre o clima, as enchentes e a elevação das temperaturas e já causou uma série de prejuízos. Muitas medidas precisam ser tomadas para que se faça algo sobre isso, não só na Índia, mas em todo o mundo."

As paróquias da Arquidiocese vão planejar um jejum de carbono no dia atribuído a cada uma delas. O jejum de carbono da arquidiocese acontecerá a partir da quarta-feira de cinza, 1º de março, até o sábado do dia 08 de abril de 2017.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Jejum de carbono durante a Quaresma pode honrar a criação de Deus - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV