Breves do Facebook

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • Bartomeu Melià: jesuíta e antropólogo evangelizado pelos guarani (1932-2019)

    LER MAIS
  • O cardeal filipino Luis Antonio Tagle, a reforma da Igreja e o próximo pontificado

    LER MAIS
  • Vivemos uma ‘psicopatia difusa’ na política brasileira, diz psicanalista

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

09 Setembro 2016

Adriano Pilatti

Os chefes da pelegada querem tanto diretas-já quanto Tancredo as queria em 1984, quando pedia diretas nos palanques enquanto negociava o acordão nos bastidores com as velhas raposas do "sistema". Iludem quem ainda os leva a sério com a retórica da luta sem tréguas contra o ex-parceiro, enquanto se coligam com o PMDB em cerca de 1.000 municípios. E apoiarão outras candidaturas do PMDB no segundo turno, inclusive no Rio se o PMDB chegar lá, podem escrever. Fora todos.

Rudá Guedes Ricci

Política educacional brasileira é uma verdadeira loteria

Quando há tanto desnível ou o gráfico de dispersão revela uma rede com resultados díspares, a leitura é que não há projeto estratégico. Enfim, o Brasil é uma loteria no que diz respeito à educação

Vera Rodrigues

O vídeo que voltou a circular nas redes escancara a lucidez que o PSOL perdeu. Tenho orgulho de ter votado no Plínio. Uma pena que nem o PSOL – que foi do esdrúxulo ‘voto crítico ‘ à narrativa do ~golpe~- ouviu o aviso claríssimo. Sem o Plínio, o partido saiu da oposição para se tornar uma linha de apoio ao PT e, em alguns casos, é difícil diferenciar uma legenda da outra. Ainda bem que sobrou o Babá, o grilo falante do PSOL, senão seria perda total mesmo.

“A Dilma é uma pessoa FABRICADA. Ela foi fabricada pelo Lula. Essa moça é um BLEFE. Ela foi inventada. E ela está defendendo uma política que, aparentemente, na superfície, parece ser muito boa. Mas ela não vem ao debate, porque ela não tem resposta pra isso. E nós queremos trazer pra esse debate o Brasil real, não o Brasil fabricado pelos marqueteiros. Essa senhora é um produto do marketing político. Ela é uma INVENÇÃO MARQUETEIRA. E é isso que nós precisamos rejeitar nessa eleição. (...) Eu sei que vocês têm que editar isso. Se vocês editarem, ponham a seguinte coisa que eu vou falar. Olha, a única coisa que eu peço, aos que não votarem em mim, é que quando acontecer o que eu disse, lembrem-se: o Plínio disse. É só isso. É a única coisa que eu quero. Pra mim esse seria o resultado maior dessa campanha. Quando acontecer de não ter dinheiro para a Saúde, de não ter dinheiro para a Educação, digam: ah, o homem lá falou. Porque eu falei.” (Grifos meus).

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Breves do Facebook - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV