Breves do Facebook

Revista ihu on-line

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Mais Lidos

  • Os Arautos do Evangelho não reconhecem o Comissário do Vaticano, dom Raymundo Damasceno Assis

    LER MAIS
  • Pacto das Catacumbas pela Casa Comum. Por uma Igreja com rosto amazônico, pobre e servidora, profética e samaritana

    LER MAIS
  • A ideologização da Sociologia (além de uma simples distração). Artigo de Carlos A. Gadea

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

31 Agosto 2016

Gustavo Tupinambá

A melhor charge dos últimos tempos publicada, mais uma vez.

Jelson Oliveira

"Que ritos expiatórios, que jogos sagrados teremos de inventar" pra nos purificar do deus da Janaína?

Alexandre Araújo Costa

Cômicas Políticas

Com Vera Berbert.

André Mendes Pini

Desde 1930 apenas quatro presidentes eleitos diretamente para exercer esse cargo conseguiram terminar seus mandatos. Apesar das diferentes conjunturas de cada um desses períodos históricos, podemos tirar algumas conclusões. Uma dela é que, Infelizmente, o maior eixo de continuidade da historia recente do Brasil é a instabilidade.

Gustavo Gindre

Miguel Reale (não o fascista seu pai, apenas o tucano) acaba de reconhecer que é golpe mesmo.

"A gravíssima situação econômica justifica a condenação."

"Há cadáver e há mau cheiro desse cadáver. (...) A comida desapareceu da mesa do brasileiro, aí está o cadáver o mau cheiro!"

Ou seja, a acusação é de crise econômica!!!!!

Ministério da Verdade

Giuseppe Cocco

A IMAGEM DE DETALHE

O FIM SEM FIM DE GOVERNISMO E DO VOTO-CRÍTICO

Bastou a Dilma dar um show de Dilma para que o voto-crítico reaparecesse compacto, suicida e politicamente perdido mas seguro de si, patrulhador como nunca, autoritário como sua idola.

Todo o mundo saiu do armário.

E a torcida cega dos fieis e seus intelectuais orgânicos gritou enfim sem vergonha: "Viva Dilma".

Por que Dilma não usou essa coragem para enfrentar as mutretas no conselho de administração da Petrobras que ela presidia?

Não interessa, sempre haverá alguma teoria do complô para explicar ou contar no divã.

Nos afagos do Senado, esperando no voto ético do Calheiros ou do Lobão, clichês de intelectuais cantam poesias e tecem elogios comovidos sobre a "dignidade da mulher": o que foi feito com Marina (pelo visto Marina ñ é nem negra e nem mulher e nem foi do PT), o que foi feito com a Petrobras, o que foi feito JUNTO AO TEMER, aos Cunhas etc., nada disso conta.

O paranóico da micropolítica precisa de uma terapia e de alguma catarse.

Assim, depois do repressão de junho, do estelionato de outubro de 2014, do ajuste desajustado (que custa uma depressão violenta ao pais) de 2015, de um sem numero de escândalo que destruíram a Petrobras e incluem até o roubo do homem endividado, o PT não emitiu uma linha sequer de autocrítica ou sei lá de análise crítica.
Sequer as alianças com ..Temer, as negociações hediondas com Cunha, a proximidade com Calheiros abalam o voto crítico.

Como já disse, se trata mesmo de uma triste experiência do que é e foi o stalinismo.

A minha TL fica um pouco isenta disso e vou cuidar para que fique ainda mais. Precisamos mesmo inventar outra e continuar atravessando esse deserto, afetivo antes que intelectual.

Vou terminar com duas imagens de detalhe:

- uma da Berna Reale que é uma mulher que tem sim muita coragem na sua arte, como aqui, com atocha olímpica nos mostrando uma perspectiva que o voto crítico universitário encontra em doutos livros sobre Artaud ou carnavais, mas cinicamente explica o Brasil de hoje com base na sua longa tradição escravagista ... só para ñ explicar NADA MESMO.

- uma outra imagem é do tipo aquelas de detalhe que os ninjas cínicos e manipuladores fazem e produzem cinicamente: encontrei hj de manhã o entregador de jornais. Em geral, ele comenta a política, a corrupção, o Lula etc. Hoje ele me disse: a grande noticia é a separação do casal do Jornal Nacional.

Quem enfrentará (ou não) o governo Temer, eleito pelo voto crítico e legitimado por ele, serão mesmo os entregadores de jornais e todos os trabalhadores que não estão nem aí com esse re-arranjo interno ao Bloco do Biopoder.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Breves do Facebook - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV