Francisco poderá visitar o Brasil em 2017

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • O Papa doa aos pobres um prédio de luxo a poucos passos de São Pedro

    LER MAIS
  • Arautos do Evangelho. Vaticano retoma a intervenção

    LER MAIS
  • “Infelizmente, a história da escravidão é contada por pessoas brancas”. Entrevista com Laurentino Gomes

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

19 Agosto 2016

A possibilidade de o Papa Francisco visitar o Brasil em 2017, logo antes ou depois da sua prometida viagem à Colômbia no primeiro semestre do ano que vem, cresce com força em ambientes diplomáticos da Santa Sé, disseram fontes vaticanas à Télam.

A reportagem é publicada por Religión Digital, 17-08-2016. A tradução é de André Langer.

O próprio Francisco prometeu em 2013, ao despedir-se da Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro: “Nos vemos em 2017, quando voltarei”, uma definição textual que foi resgatada na última terça-feira pelo blog especializado El Sismógrafo.

O certo, por enquanto, de acordo com as fontes consultadas pela Télam, é que há cada vez mais indícios da provável segunda visita papal ao país sul-americano.

Em primeiro lugar, a quase confirmada visita à Colômbia no primeiro semestre de 2017, segundo Francisco prometeu ao presidente desse país, Juan Manuel Santos, em 2015, se, como efetivamente aconteceu em junho deste ano, prosperasse a assinatura de um acordo de paz entre o governo e as FARC.

O Pontífice repetiu a promessa a um grupo de bispos que o visitou em janeiro deste ano, e depois, em uma conversa informal com jornalistas sul-americanos a bordo do avião que o levou à Polônia no mês passado, deixou entrever que a visita será realizada.

Em segundo lugar, para além da sua promessa de três anos atrás, em maio de 2017 completam-se os 10 anos da Conferência Geral do CELAM em Aparecida, onde o papel desempenhado pelo então cardeal Jorge Mario Bergoglio foi chave, e não poucos visitantes assíduos da residência papal de Santa Marta situam nesse encontro a “origem conceitual” de seu Pontificado.

Na Conferência de Aparecida, Bergoglio foi o diretor da comissão de redação do documento final e ali aparecem alguns conceitos chaves de seus discursos como Papa, inclusive as menções aos “descartados” e às “periferias”.

Por último, no dia 12 de outubro de 2017, se completarão os 300 anos do aparecimento da estátua de Nossa Senhora em Aparecida, o que, considerando a devoção mariana de Francisco, aumenta as chances de que visite seu santuário em algum momento do ano: uma homenagem similar faria no próximo ano a Portugal para comemorar os 450 anos do aparecimento de Nossa Senhora de Fátima.

Nossa Senhora Aparecida, venerada no santuário situado perto de São Paulo, foi declarada padroeira do Brasil em 1930 pelo Papa Pio XI, que declarou Nossa Senhora Aparecida Padroeira do Brasil, e foi na Basílica que a recorda que Francisco celebrou no dia 24 de julho de 2013 sua primeira missa pública no continente americano desde sua eleição como Papa.

Nos próximos dias, outro gesto importante se somará ao lento, mas pelo que parece, decisivo passo para que Francisco visite o Brasil: no sábado, 03 de setembro, será descoberta nos jardins vaticanos uma imagem de Nossa Senhora Aparecida em bronze, em uma iniciativa conjunta da Embaixada do Brasil junto à Santa Sé e a Arquidiocese de Aparecida, através do seu titular, o influente cardeal Raymundo Damasceno Assis, presidente da Conferência dos Bispos do Brasil – CNBB.

De acordo com o protocolo vaticano, para iniciar os contatos formais para uma visita papal necessitam-se dos convites tanto da Conferência Episcopal como do presidente do país interessado. No caso brasileiro, o primeiro requisito está confirmado, e o segundo parece encaminhado depois dos contatos por telefone entre a Nunciatura e o Itamaraty, confirmados pela Télam em Roma.

Enquanto isso, o Pontífice avança no que se presume ser uma viagem à América do Sul no primeiro semestre de 2017. No sábado, 27 de agosto, o Vaticano divulgará uma vídeomensagem de 32 minutos de duração que Francisco gravou especialmente para o Jubileu das Américas, que começa nesse dia em Bogotá.

O evento reunirá 18 cardeais e membros das Conferências Episcopais de todos os países da região durante três dias, no que muitos veem como um primeiro ensaio da possível visita do Papa ao país do café no próximo ano.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Francisco poderá visitar o Brasil em 2017 - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV