“Cada um de nós tem a sua importância no Reino de Deus”

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • “Francisco quase desculpa a vida dupla, mas ainda não aceita padres casados”

    LER MAIS
  • Carta a um jovem padre. Artigo de Domenico Marrone

    LER MAIS
  • A espiritualidade cristã no mundo secular

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


07 Janeiro 2016

“'Não está à venda' é também um lembrete profético de que tem de haver espaços onde a solidariedade e a graça tenham precedência. Sem solidariedade, a vida se torna miserável", lembra o Rev. Dr. Martin Junge, secretário-geral da FLM, em Mensagem de Ano Novo publicada pela Federação Luterana Mundial, 05-01-2016. A tradução é de Isaque Gomes Correa.

“Se um homem tem cem ovelhas, e uma delas se perde, será que ele não vai deixar as noventa e nove nas montanhas, para procurar aquela que se perdeu?” (Mateus 18,12)

 



Um menino assiste a um jogo de futebol em um espaço para crianças no acampamento de refugiados Gendrassa, no Sudão do Sul. Foto: FLM/C. Kästner.

Eis a mensagem.

Queridos irmãos e irmãs em Cristo,

Cada um de nós tem a sua importância. Esta foi a lição que Jesus deu aos seus discípulos com a parábola da ovelha perdida. No Reino de Deus, nenhuma vida deve ser desconsiderada, ignorada, descartada ou deixada para trás. Os que compreendem o que Deus deseja para este mundo sabem que cada vida em particular é única, insubstituível. E, mais precisamente, cada vida em particular é necessária; todas têm o seu lugar no mundo de Deus. A plenitude da vida de muitos seria superficial e vazia se ela fosse desfrutada à custa de uma única vida que se perdesse, que fosse deixada para trás, que acabasse ignorada ou excluída. Cada um de nós tem a sua importância no Reino de Deus.

“Não deixem ninguém para trás” foi o tema sob o qual organizações ecumênicas trabalharam em vista a responsabilizar os líderes políticos mundiais que negociavam um acordo climático na Conferência das Partes (COP21) em Paris nos meses de novembro de dezembro de 2015. O tema inspirou-se na parábola da ovelha perdida e em todo o ministério de Jesus. O que as igrejas de Jesus Cristo do mundo todo enfatizaram no ministério delas de acompanhamento e defesa em Paris foi que um paradigma desenvolvimentista que opere com a lógica e práticas excludentes não é viável, pois ele deixa os pobres para trás.

A Federação Luterana Mundial – FLM juntou-se a outras igrejas e comunidades de fé em sublinhar que um acordo climático que não inclua os mais vulneráveis perde o foco porque ele ameaça exatamente a sobrevivência dos seres humanos, negando, pois, às futuras gerações uma base para suas vidas.

“Não deixe ninguém para trás” continua a ser o lembrete da FLM aos governos e sociedades que vêm fechando suas fronteiras e construindo muros durante a noite para manter os refugiados fora de seus territórios. E aqueles que estão por detrás do muro, do lado de fora das muralhas de proteção fortificadas e armadas? Já se decidiu que estas pessoas podem ser abandonadas? Pode haver vida digna de ser chamada como tal para os 99 se acaso não houver vida para um único de seus semelhantes?

Muitos dos desafios enfrentados pela família humana e por sociedades em particular dentro dessa família ao longo do último ano espelharam uma luta fundamental em torno do valor de união ou solidariedade. Vivemos uma era em que decisões cruciais estão sendo tomadas em torno das relações entre países e entre comunidades. Estamos diante de um precipício: O que vai prevalecer? A solidariedade ou a competição impiedosa?

“Não está à venda” continua a ser um dos refrãos importantes – e subtemas – que conformam a nossa caminhada em direção ao 500º aniversário da Reforma em 2017. Há uma afirmação profética nesse refrão, um lembrete de que nem tudo deve estar sob a lei do mercado, nem tudo deve se sujeitar a concorrência e competição, pagamentos e transações. “Não está à venda” é também um lembrete profético de que tem de haver espaços onde a solidariedade e a graça tenham precedência. Sem solidariedade, a vida se torna miserável.

Assim, na medida em que embarcamos neste Ano Novo, eu convido as igrejas-membro da FLM a:

- Serem firmes e corajosas na proclamação da graça como um presente de Deus. Uma tal proclamação é, em si, um ativo incrível num mundo que, pelo contrário, sucumbe à dinâmica da competição impiedosa.

- Permanecerem servas apaixonadas por aqueles que foram deixados para trás, de forma a manter e promover os seus ministérios diaconais entre os pobres e vulneráveis.

- Continuarem baseando-se na visão do Reino de Deus, abordando a vida e o próximo com uma prática de inclusão, jamais de exclusão.

- E a continuarem a caminhar juntos com as igrejas irmãs em nossa comunhão luterana, acompanhando uns aos outros em espírito de solidariedade. Que estas relações de mutualidade e solidariedade as alimente para um testemunho mais ousado e por um serviço intensificado, assim realizando em palavras e atos aquilo que aprendemos com aquele a quem seguimos: não deixem ninguém para trás!

Atenciosamente,

Rev. Dr. Martin Junge
Secretário-Geral
Federação Luterana Mundial

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

“Cada um de nós tem a sua importância no Reino de Deus” - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV