Um novo Zuckerberg?

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Para Bolsonaro, a crise climática é uma fantasia, “um complô marxista”. Entrevista com Eliane Brum

    LER MAIS
  • “Como vocês explicarão aos seus filhos que desistiram?”. Discurso de Greta Thunberg em Davos

    LER MAIS
  • Em São Carlos, SP, direita adota tática nazista contra manifestantes, em visita da Ministra Damares Alves

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

24 Agosto 2012

Novo sucesso e crescendo cada vez mais, o Tumblr tem 17,5 bilhões de páginas visitas por mês, sendo 2 bilhões só no Brasil, e 64 milhões de blogs. Seu criador, David Karp, é comparado com Mark Zuckerberg, criador do Facebook e apenas dois anos mais velho.

A reportagem é de Raul Juste Lores, publicado no jornal Folha de S.Paulo, 18-08-2012.

Gente famosa tem dado vários empurrões na popularidade da rede social Tumblr. A cantora Beyoncé estreou um blog na rede para postar as primeiras fotos de sua filha recém-nascida, Blue Ivy.

O roqueiro Michael Stipe, ex-vocalista do R.E.M., tem uma página pessoal em que cria poesia visual. O rapper Frank Ocean lançou seu primeiro disco e revelou que seu primeiro amor foi um rapaz em seu blog no Tumblr.

Outro, satírico, usando uma foto da chanceler americana, Hillary Clinton, mandando torpedos em seu celular, virou mania, com as mais variadas legendas para "as mensagens de Hillary".

Com 17,5 bilhões de páginas visitadas por mês (2 bilhões no Brasil), em seus 64 milhões de blogs, o sucesso do Tumblr gera comparações de seu criador, David Karp, 26, com o inventor do Facebook, Mark Zuckerberg, 28.

Ele abandonou os estudos ainda mais cedo que seu colega mais famoso - aos 16 anos, para trabalhar em um site como programador.

O magérrimo Karp parece bem mais novo que Zuckerberg, tem um visual ainda mais desajeitado e nerd e não enfrentou processos de amigos ou colaboradores.

E faz suas críticas às duas redes sociais mais famosas. "Não vejo o Facebook ou o Twitter se esforçando muito para servir de plataforma às pessoas mais criativas", diz.

"Você precisa se submeter ao azul Facebook ou aos 140 caracteres do Twitter para qualquer coisa que você postar. No Tumblr, a cor e o tamanho do post, os vídeos e as fotos, tudo você personaliza", compara.

"Como o Tumblr, só vejo o YouTube nesse grau de engajamento com a comunidade criativa." Ele divide os usuários do site em três categorias: os criadores, que postam suas próprias fotos, vídeos e textos; os curadores, que organizam e selecionam o que veem na rede; e os consumidores. Ah, ele também critica a contagem de seguidores ou de número de amigos das redes mais famosas, "uma grosseria com amigos".

Avaliado em US$ 1 bilhão, o Tumblr precisa atrair publicidade (apesar de não revelar dados, sabe-se que a receita ainda é minúscula, de alguns poucos anunciantes famosos com páginas no site).

Karp explica que "seria fácil espalhar anunciantes nas páginas", mas que prefere campanhas com a "sensibilidade" do site.

"Agora mesmo, temos filmes de Hollywood criando campanhas para o Tumblr, com cenas de bastidores, por trás das câmeras, vídeos promocionais, criando a expectativa até a estreia."
Investidores famosos, como o milionário britânico Richard Branson, aguardam impacientes detalhes de como o Tumblr vai traduzir sua audiência milionária em cifrões.

Por enquanto, os poucos patrocinadores mimetizam os blogs dos "consumidores" e criam campanhas com a cara do Tumblr. Algumas rendem US$ 150 mil ao site. Longe do faturamento anual de US$ 4 bilhões do Facebook, que Karp acompanha.

"A entrada deles na Bolsa foi muito importante para todo o setor. Mas ainda estamos longe de fazer isso", diz.

BRASIL

"Não sei explicar para você esse sucesso todo no Brasil. A versão em português foi nossa nona. Estive em vários países antes e só fui ao Brasil pela primeira vez em maio passado, quando já tínhamos 49 milhões de visitas no país. Foi espontâneo e surpreendente", disse Karp à Folha, na sede da Tumblr.

Mas ele sugere que o site pôde crescer talvez pelo "capricho" da empreitada. "Temos um batalhão de tradutores, contratamos brasileiros para traduzir o site, não queríamos nenhum erro."

"Não temos uma estratégia internacional clara, priorizamos agora desenvolver nosso modelo de negócios primeiro nos EUA."

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Um novo Zuckerberg? - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV