Hidrelétricas perdem até 30% com clima, diz Coppe

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • Papa Francisco propõe um sistema econômico mais justo e sustentável

    LER MAIS
  • Em busca da funda de Davi. Uma análise estratégica da conjuntura

    LER MAIS
  • Por que Tagle é o novo “herói papal” do Oriente

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

13 Junho 2012

As mudanças climáticas tendem a exigir investimentos adicionais do Brasil em geração elétrica da ordem de US$ 50 bilhões até 2035 ou 2040, disse ontem o pesquisador Roberto Schaeffer, professor de planejamento energético do programa de pós-graduação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppe/UFRJ).

A reportagem é de Francisco Góes e publicada pelo jornal Valor, 13-06-2012.

Os recursos teriam de ser aplicados em projetos de geração térmica a gás e em novas linhas de transmissão de eletricidade, que ajudariam a compensar perdas de até 30% na capacidade de geração de usinas hidrelétricas afetadas pelas mudanças de clima.

"Para o mercado não ficar desabastecido [em consequência do efeito das mudanças climáticas sobre a oferta de água para as hidrelétricas], o país teria que instalar outras plantas [térmicas a gás] que iriam repor a energia perdida das fontes hídricas, sobretudo aquelas a fio d'água [sem reservatórios]. Seria uma espécie de seguro pelas mudanças climáticas, algo que estimamos em cerca de US$ 50 bilhões [até 2035]", disse Schaeffer. Ele disse que o investimento em usinas térmicas e no reforço às linhas de transmissão de energia elétrica tem o objetivo de fazer com que o sistema brasileiro fique "invulnerável" à mudança climática.

Schaeffer afirmou que as projeções constam de estudos sobre possíveis cenários de mudança climática no Brasil e seus efeitos sobre o setor energético brasileiro. "Quando analisamos como as mudanças climáticas vão impactar a temperatura e os níveis de chuvas, notamos que há uma tendência de o Nordeste virar uma região árida, quase um deserto, e a Amazônia se savanizar", disse Schaeffer.

Nesse cenário e considerando que grande parte da expansão hidrelétrica está na região norte, incluindo usinas a fio d'água, chegou-se à conclusão de que poderia se perder até 30% de capacidade de geração hidrelétrica até 2035-2040. "Em alguns momentos, poderia ter déficit de capacidade instalada batendo em quase 30%."

A conta considera ainda que a mudança climática poderia levar a períodos secos ainda mais secos e a períodos úmidos talvez mais úmidos, mas sem efeitos nos casos das hidrelétricas a fio d'água.

Schaeffer participou de painel sobre clima no Fórum sobre Ciência, Tecnologia e Inovação para o Desenvolvimento Sustentável, dentro da programação paralela da Rio+20.

No debate, o pesquisador da Coppe reconheceu que a crise econômica na Europa está colocando as preocupações com a mudança climática em segundo plano. "Com a crise, esse assunto [a mudança do clima] deixa de ser prioridade e, ao não investir ou deixar de manter linhas de pesquisa [sobre o tema], se perde tempo", disse Schaeffer.

Ele reconheceu, porém, que a crise trouxe um efeito positivo relacionado à redução das emissões de gases responsáveis pelo aquecimento global como resultado de uma menor atividade econômica. O pesquisador disse que, em momentos de crise, tende-se a descontinuar certos programas. Citou como exemplo incentivos ou legislações que podem estar sendo criadas para estimular transporte público mais limpo e para aumentar a eficiência energética.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Hidrelétricas perdem até 30% com clima, diz Coppe - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV