New York Times ataca: ''Sodano recebeu 15 mil dólares do padre pedófilo''

Revista ihu on-line

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Mais Lidos

  • Os bispos alemães enfrentam o Vaticano e seguem com seu sínodo

    LER MAIS
  • “Existe uma luta política na Igreja, entre os que querem a Igreja sonhada pelo Vaticano II e os que não” constata Arturo Sosa, superior-geral dos jesuítas

    LER MAIS
  • Sínodo da Amazônia revela sagacidade política do papa

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

15 Fevereiro 2013

Será que Roger Mahony, um dos 11 cardeais norte-americanos, conseguirá participar do conclave? Ele já anunciou em seu blog que preparou as malas para ir a Roma. Mas entre os 71 milhões de católicos dos Estados Unidos, ninguém se esquece de que, há apenas duas semanas, Mahony, ex-arcebispo de Los Angeles, foi removido pelo seu sucessor de todos os encargos por ter protegido os padres pedófilos da diocese. "O papa deveria ao menos impedi-lo de votar", escreveu nessa terça-feira o influente jornal National Catholic Review.

A reportagem é do jornal La Repubblica, 13-02-2013. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

As polêmicas em torno de Mahony mostram como a decisão de Bento XVI desencadeou nos EUA uma reação muito emotiva. "O papa tem uma última chance para remediar os erros do passado recente", escreveu nessa terça-feira o jornal New York Times.

Jason Berry, autor de um livro sobre as más finanças do Vaticano, afirma: "Ele deveria expulsar o cardeal Angelo Sodano, decano do Colégio Cardinalício, que, mais do que qualquer outro, é o símbolo de um uso do poder que corrompeu as hierarquias eclesiásticas".

São palavras duras dirigidas contra o ex-secretário de Estado. Acusado também de ter recebido 15 mil dólares de Marcial Maciel Degollado, o sacerdote mexicano fundador dos Legionários de Cristo, considerado responsável por abusos.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

New York Times ataca: ''Sodano recebeu 15 mil dólares do padre pedófilo'' - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV