Francisco desbloqueia processo de beatificação de Romero, afirma autoridade vaticana

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • “Uma nova educação para uma nova economia”: Prêmio Nobel de Economia, Joseph Stiglitz, ministrará videoconferência nesta quinta-feira

    LER MAIS
  • O enorme triunfo dos ricos, ilustrado por novos dados impressionantes

    LER MAIS
  • Família Franciscana repudia lei sancionada por Bolsonaro que declara o dia 04 de outubro, dia de São Francisco de Assis, como dia Nacional do Rodeio

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

23 Abril 2013

Uma autoridade vaticana responsável pela causa de canonização do arcebispo Oscar Romero, de El Salvador, anunciou no último domingo que a causa foi "desbloqueada" pelo Papa Francisco, sugerindo que a beatificação do prelado assassinado poderia ocorrer rapidamente.

A reportagem é de John L. Allen Jr., publicada no sítio National Catholic Reporter, 22-04-2013. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

O arcebispo Vincenzo Paglia estava falando nesse domingo na cidade italiana de Molfetta, em uma missa em honra ao 20º aniversário da morte do bispo Antonio "Tonino" Bello, conhecido como um dos principais "bispos da paz" da Itália. Ou seja, Antonio "Tonino" Bello se tornou conhecido como militante da paz, em plena guerra fria.

Além de ser o presidente do Pontifício Conselho para a Família do Vaticano, Paglia também atua como postulador da causa de canonização de Romero.

A Congregação para as Causas dos Santos do Vaticano tem estudado o caso Romero desde 1996, depois que a Igreja em El Salvador abriu formalmente o procedimento em 1990.

No fim da sua homilia dedicada à memória de Bello, Paglia disse: "Hoje, no dia da morte de Don Tonino, a causa da beatificação de Dom Romero foi desbloqueada".

Através de um assessor, Paglia disse ao NCR nessa segunda-feira que "confirma" o anúncio feito no domingo em Molfetta e espera ter detalhes adicionais para acrescentar em breve.

Paglia havia sido recebido pelo Papa Francisco no dia anterior, ou seja, sábado, 20 de abril, e, presumivelmente, a decisão de autorizar a seguir em frente com a causa saiu dessa reunião.

Romero foi morto a tiros enquanto rezava missa em El Salvador no dia 24 de março de 1980. Embora ele seja visto como um herói por muitos por causa da sua solidariedade com os pobres e da sua oposição aos abusos dos direitos humanos, a sua causa também foi vista com desconfiança em alguns círculos, em parte por causa das ligações de Romero com o controverso movimento da teologia da libertação.

Embora tanto o Papa João Paulo II quanto o Papa Bento XVI tenham dito publicamente que Romero foi um mártir da fé, também houve alguns questionamentos se a sua morte corresponde ao teste clássico de martírio de ser morto in odium fidei, ou seja, "por ódio à fé", ou se os motivos foram mais sociais e políticos.

Se Romero for considerado um mártir, ele poderia ser beatificado sem ter um milagre atribuído à sua intercessão.

Imediatamente após a eleição de Francisco, houve especulações em Roma e em El Salvador de que o primeiro papa latino-americano da história iria gerar um novo impulso para a beatificação de Romero.

Dom Gregorio Rosa Chávez, bispo auxiliar de San Salvador disse no dia 26 de março que conhece Francisco pessoalmente, "e eu sei que ele está absolutamente convencido de que Romero é santo e mártir".

"Tudo aponta para o fato de que a sua beatificação está sobre a mesa", disse Chávez, "embora sigamos os tempos de Deus, que não são os mesmos que os nossos".

Em uma entrevista ao NCR logo após da eleição de Francisco, Paglia também confirmou o seu compromisso com a causa.

"Romero é um exemplo de um pastor que deu a sua vida pelos outros," disse Paglia à época.

"Além de todos os problemas canônicos em termos de saber se ele morreu diretamente in odium fidei, Romero continua sendo um ponto de referência para milhões e milhões de pessoas, crentes e não crentes".

Confira a noticia aqui.

Que sentimentos este entrevista provocou em você?

O texto bíblico a seguir pode lhe iluminar.

O jejum que eu quero é este: acabar com as prisões injustas,
desfazer as correntes do jugo,
pôr em liberdade os oprimidos e despedaçar qualquer jugo;
repartir a comida com quem passa fome,
hospedar em sua casa os pobres sem abrigo,
vestir aquele que se encontra nu,
e não se fechar à sua própria gente.
Se você fizer isso, a sua luz brilhará como a aurora,
suas feridas vão sarar rapidamente,
a justiça que você pratica irá à sua frente e a glória de Javé virá acompanhando você.
Então você clamará, e Javé responderá;
você chamará por socorro,
e Javé responderá: «Estou aqui!»
Isso, se você tirar do seu meio o jugo,
o gesto que ameaça e a linguagem injuriosa;
se você der o seu pão ao faminto e matar a fome do oprimido.
Então a sua luz brilhará nas trevas
e a escuridão será para você como a claridade do meio-dia;
(Isaias, 58, 6-10)

Leia-o e deixe que ele ecoe em você.

Com confiança faça uma oração com o que sentiu.

Se quiser, pode escrever sua prece e enviá-la, para que outros possam rezar junto pelo site.
Mande sua mensagem pelo formulário abaixo:

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Francisco desbloqueia processo de beatificação de Romero, afirma autoridade vaticana - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV