Para IPCC, evitar aquecimento de 2°C ainda é possível

Revista ihu on-line

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Mais Lidos

  • Müller também se recusa, na 'TV do diabo', a participar do Sínodo

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


30 Outubro 2014

O último documento a ser produzido pelo painel do clima da ONU no ano deve adotar um tom menos pessimista com relação à possibilidade de o planeta evitar um acréscimo de temperatura superior a 2°C neste século, limite considerado perigoso.

A reportagem foi publicada pelo jornal Folha de S. Paulo, 29-10-2014.

Desde segunda-feira, representantes de países debatem em Copenhague a redação final do 4º Relatório Síntese do IPCC (Painel Intergovernamental de Mudança Climática), que resume conclusões dos três grandes dossiês produzidos por esse grupo de cientistas no último ano.

"Nas próximas poucas décadas, existem medidas para atingir uma redução substancial de emissões [de CO2], necessária a evitar um aquecimento provável de 2°C", afirma um esboço do relatório. "Para implementar tais reduções, há substanciais desafios tecnológicos, econômicos, sociais e institucionais, que crescem com o atraso na mitigação."

Proferida um ano antes da cúpula que tentará fechar um acordo global do clima, em Paris, a afirmação soa menos pessimista que o panorama descrito nas versões integrais da 4ª versão do IPCC. O texto final do relatório síntese sai domingo.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Para IPCC, evitar aquecimento de 2°C ainda é possível - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV