FEE apresenta dados sobre as realidades das crianças do Rio Grande do Sul

Revista ihu on-line

Sistema público e universal de saúde – Aos 30 anos, o desafio de combater o desmonte do SUS

Edição: 526

Leia mais

Karl Marx, 200 anos - Entre o ambiente fabril e o mundo neural de redes e conexões

Edição: 525

Leia mais

Junho de 2013 – Cinco Anos depois.Demanda de uma radicalização democrática nunca realizada

Edição: 524

Leia mais

Sistema público e universal de saúde – Aos 30 anos, o desafio de combater o desmonte do SUS

Edição: 526

Leia mais

Karl Marx, 200 anos - Entre o ambiente fabril e o mundo neural de redes e conexões

Edição: 525

Leia mais

Junho de 2013 – Cinco Anos depois.Demanda de uma radicalização democrática nunca realizada

Edição: 524

Leia mais

Mais Lidos

  • Aumenta a pobreza e a extrema pobreza no Brasil

    LER MAIS
  • Força-tarefa resgata 86 pessoas de trabalho escravo em fazenda no interior de Goiás

    LER MAIS
  • Qual o papel da mediocridade no fascismo que emerge no Brasil?

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

19 Outubro 2015

Em homenagem ao Dia das Crianças, a Fundação de Economia e Estatística (FEE) reuniu dados que mostram as realidades da população infantil do Rio Grande do Sul, com foco na situação da educação no estado e também sobre as características e distribuição da população infantil no RS.

A publicação mais recente busca responder: “Como está a educação de nossas crianças?”, e foi elaborada pelos pesquisadores Marcos Wink, Rafael Bernardini e Thomas Kang. Os dados são de 2013 e uma das tentativas é buscar traçar as características dos alunos com melhor desempenho escolar, como pode ser observado no gráfico abaixo. Nota-se que o nível de aproveitamento da matéria de Português foi maior onde o percentual mais elevado esteve nas seguintes características: não trabalham fora de casa, com 96%; fazem o dever de casa, com 86%; e têm seus trabalhos corrigidos pelo professor, com 86%.


Veja o estudo completo no link.

Outra análise publicada pela FEE foi a que reuniu dados de 2001 a 2014, elaborada pelo Centro de Informações Estatísticas/Núcleo de Demografia e Previdência da FEE, que sintetizou algumas características de crianças de 0 a 11 anos no Rio Grande do Sul. Neste estudo, foram mostrados traços da composição das famílias do RS, onde 93% da população infantil residem com a mãe e 75% moram com a mãe e o pai ou padrasto, como pode ser observado no infográfico abaixo:


Veja o estudo completo no link.

A síntese é da FEE e foi postada no sítio da Fundação de Economia e Estatística, 08-10-2015 e 09-10-2015.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

FEE apresenta dados sobre as realidades das crianças do Rio Grande do Sul - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV