Hungria ordena que TV estatal não mostre imagens de crianças refugiadas

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Desmonte do SUS: decreto anuncia privatização da atenção básica em retrocesso histórico

    LER MAIS
  • CNBB convida brasileiros a plantarem uma árvore no Dia de Finados em memória dos que se foram

    LER MAIS
  • O Papa, os Gays e o Ídolo da Doutrina Imutável

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


04 Setembro 2015

A crise dos refugiados fez surgir uma batalha travada bem distante da Síria: a guerra de comunicação para influenciar a opinão pública europeia. Enquanto o bloco ainda tenta compreender o mal-estar criado pela foto do garoto de 3 anos afogado nas contas da Turquia, alguns governos deliberadamente não querem criar um sentimento de simpatia da população em relação aos estrangeiros.

A reportagem é de Jamil Chade, publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo, 03-09-2015.

O caso mais contundente foi registrado pela ONU na Hungria. O porta-voz do Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Babar Baloch, indicou que foi informado que a TV estatal húngara recebeu orientações das autoridades para "não mostrar imagens de crianças refugiadas". O motivo: "isso geraria compaixão entre o público".

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Hungria ordena que TV estatal não mostre imagens de crianças refugiadas - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV