Amazônia pode virar savana em 35 anos, alerta pesquisador

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Cardeal: a primeira pergunta que Deus faz não é sobre orientação sexual, mas sobre o cuidado com os pobres

    LER MAIS
  • Cardeal espanhol: ‘O comunismo marxista … renasceu’ no país

    LER MAIS
  • O silêncio dos teólogos. Custódia da comunhão e medo cúmplice

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

20 Julho 2015

Durante a 67ª reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que acontece no campus da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar), em São Carlos (SP). As discussões sobre meio ambiente tiveram ampla participação na programação do evento. O Pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Adalberto Luis Val, neste ano esteve presente no evento com a conferência “O efeito das mudanças climáticas na biota aquática”.

A nota é de Ana Laura Ferreira, da Rádio Ufscar, publicada por EcoDebate, 17-07-2015.

Desde o início da era industrial até hoje, os biomas do mundo todo vem passando por alterações significativas devido principalmente à queima de combustíveis fósseis, o que eleva a quantidade de gás carbônico na atmosfera e, por consequência, aumenta também a temperatura do planeta.

A primeira resposta dos animais a essa situação é migrar para um ambiente mais favorável. Em longo prazo, a estrutura de seus organismos pode passar por mudanças adaptativas. Entretanto, de acordo com o pesquisador, que estuda os peixes da região amazônica, não tem havido tempo hábil para que as espécies mudem, o que ameaça a sobrevivência e a variedade de muitas delas.

Adalberto Luis Val alerta ainda sobre o risco de a Amazônia se tornar uma savana nos próximos 35 anos devido ao avanço do desmatamento e perda de biodiversidade.

Se preferir, pode ouvir a entrevista no seu player ou fazer o download do arquivo MP3 clicando aqui.

Confira a íntegra no player acima!

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Amazônia pode virar savana em 35 anos, alerta pesquisador - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV