Luta em defesa do Território Pesqueiro leva centenas de pescadores à Aparecida

Revista ihu on-line

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

Etty Hillesum - A resistência alegre contra o mal

Edição: 534

Leia mais

Mais Lidos

  • Bancos vão ficar com 62% da renda do trabalhador se capitalização for aprovada

    LER MAIS
  • A democracia representativa está esgotada. Entrevista com Jean Ziegler

    LER MAIS
  • O pessoal é digital. Artigo de Slavoj Žižek

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

26 Maio 2015

Pescadoras e pescadores de diversos estados do Brasil organizam-se para entre os dias 28 de maio e 01 de junho promoverem a Campanha Nacional pela Regularização do Território das Comunidades Tradicionais Pesqueiras na cidade de Aparecida/SP. O mês de maio, consagrado à devoção mariana, na tradição popular é finalizado com a coroação de Maria, no dia 31. Esse período é visto pelas comunidades pesqueiras como momento importante de fortalecimento da fé que os move na luta pelos direitos de bem viver. Por isso, está ocasião é simbólica para fortalecer a luta em defesa de seus territórios.

A reportagem foi publicada pelo Conselho Pastoral dos Pescadores - CPP, 14-05-2015.

Articulados no Movimento de Pescadores e Pescadoras Artesanais do Brasil (MPP), e com o apoio do Conselho Pastoral dos Pescadores (CPP), é a segunda vez que o grupo ruma à Aparecida em demonstração de luta e fé. Em outubro de 2014, ocasião de celebrações em memória do aparecimento da imagem da Santa, cerca de 30 pessoas foram ao Santuário, quando conseguiram com os romeiros 8.000 assinaturas em apoio ao projeto de lei que tem por objetivo a regularização do território tradicional pesqueiro. A meta final da Campanha é chegar a 1,5 milhões vistos de adesão.

Para o final do mês de maio, o grupo multiplicou-se e agregou pescadores e pescadoras de diferentes Estados do Brasil. Cerca de 200 homens e mulheres que dependem da pesca para sobreviver chegarão ao Santuário de Nossa Senhora Aparecida, dispostos a passar quatro dias em atividades intensas de divulgação e coleta de assinaturas em apoio à Campanha.

O MPP espera sensibilizar os fiéis sobre a causa das comunidades pesqueiras, constantemente ameaçadas pelo avanço de grandes projetos que destroem o meio ambiente e acabam com os territórios dos quais dependem para sobreviver. Responsáveis por quase 70% do pescado de qualidade nacional que chega à mesa dos brasileiros, os pecadores e as pescadoras do Brasil estão resistindo e a cidade sede dos devotos da Santa Padroeira do Brasil aparece como símbolo de reafirmação dessa luta.

Campanha Nacional pela Regularização do Território das Comunidades Tradicionais Pesqueiras

A Campanha Nacional pela Regularização do Território das Comunidades Tradicionais Pesqueiras é uma iniciativa do Movimento de Pescadores e Pescadoras Artesanais (MPP) e de entidades de apoio. Ela propõe o projeto de lei que visa garantir instrumentos legais para a preservação do território pesqueiro e para efetivação dos direitos dos pescadores e das pescadoras artesanais do Brasil. Para que o projeto possa ser encaminhado ao Congresso Nacional, é preciso a assinatura de 1% do eleitorado brasileiro (1.406.000).

Acesse aqui o abaixo-assinado.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Luta em defesa do Território Pesqueiro leva centenas de pescadores à Aparecida - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV