Todas as possibilidades de gênero. Novas identidades, contradições e desafios

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • In memoriam do teólogo que apostou no “ministro da comunidade” para superar o clericalismo

    LER MAIS
  • Uma Igreja pobre? Dinheiro, sectarismo e tradição católica. Artigo de Massimo Faggioli

    LER MAIS
  • Abuso de autoridade na igreja. Problemas e desafios da vida religiosa feminina

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


20 Abril 2015

O complexo debate em torno das questões de gênero traz os contornos típicos das sociedades do século XXI, repleto de nuances, novas identidades e, também, contradições. A  multiplicidade de gêneros e as biopolíticas de administração da vida humana, trazendo à luz a pluralidade de nossas sociedades é o tema em debate na edição desta semana da revista IHU On-Line.

Sob o título “Fazendo gênero. Nossos corpos, nossas regras” uma reportagem, a partir de vários depoimentos, descreve a complexidade do tema em debate, Por sua vez, pesquisadores e pesquisadoras do tema discutem a questão sob várias enfoques e dimensões.

Fernando Seffner, professor e pesquisador da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS, reflete sobre as estratégias de percepção da sexualidade a partir de sua experiência pessoal.

Dagmar Meyer, professora dos PPGs em Educação e em Saúde Coletiva da UFRGS, discorre sobre os processos de politização do feminino e da maternidade a partir das biopolíticas de Estado.

Já a professora Maria Rita César, do PPG em Educação da Universidade Federal do Paraná – UFPR, explora as implicações que conceitos como a biopolítica e o cuidado de si trazem para as discussões de gênero.

A cultura queer é abordada na entrevista com o pesquisador e professor Jamil Cabral Sierra, da UFPR.

Para a doutora em Educação Jeane Félix da Silva, a melhor arma para combater a violência e garantir a saúde pública é a informação.

Maria Cláudia Dal’Igna, professora do Curso de Pedagogia e do PPG em Educação da Unisinos, sustenta que governamentalidade e gênero são ferramentas teóricas para entendermos melhor os sujeitos.

A maternagem e a estética do controle são abordadas pela professora da Unijuí, Maria Simone Schwengber.

Corporalidades a partir do gênero na Educação Física é o tema da entrevista com Priscila Gomes Dornelles, integrante do Grupo de Estudos de Educação e Relações de Gênero - GEERGE/UFRGS.

Os avanços e os desafios no tema violência é o assunto abordado pela coordenadora do Projeto de Implementação da Lei de Violência Baseada no Gênero em Cabo Verde, na África, Carla Corsino.

O professor de Ética Cristã na Universidade Livre de Urbino e de Ética e Economia na Universidade de Turim Giannino Piana discute as implicações biopolíticas de gênero, abordando o tema do ponto de vista teológico.

Jeannine Gramick, irmã religiosa americana, narra a sua participação na luta de grupos LGBT católicos, especialmente organizados no movimento New Ways Ministry, e que, recentemente, em Roma, participaram de uma audiência pública do Papa Francisco.

Complementa esta edição uma entrevista sobre Teresa de Ávila, cujo quinto centenário de nascimento é celebrado neste ano, com Lúcia Pedrosa de Pádua, professora de Teologia e Cultura Religiosa na PUC-Rio, um artigo de Pedro Lucas Dulci, sob o título “O que significa pensar o cristianismo hoje? 70 anos sem Bonhoeffer” e o depoimento “Em que creio eu?” do antropólogo e cientista social Carlos Rodrigues Brandão.

Nesta edição também podem ser lidas as reportagens “A liberdade para além do valor de troca massificado”, “Política nacional de habitação para além das quatro paredes da casa” e “Hannah Arendt e a Modernidade. Política, economia e a disputa por uma fronteira”.

A revista IHU On-Line estará disponível na segunda-feira, a partir das 17h, nesta página, nas versões html, pdf e ‘versão para folhear’.

A edição impressa circulará na quarta-feira, no campus da Unisinos, a partir das 8h.

A todas e a todos uma boa leitura, um bom feriado e uma excelente semana!

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Todas as possibilidades de gênero. Novas identidades, contradições e desafios - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV