Universidades jesuítas condenam o atentado de Garissa

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Nunca se viu no Brasil um governo tão abençoado pelas igrejas

    LER MAIS
  • Cardeal Hollerich “está aberto” ao sacerdócio das mulheres

    LER MAIS
  • "A REPAM é fazer conectar aquilo que é comum de todos". Entrevista com João Gutemberg Sampaio, novo secretário executivo

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: Jonas | 10 Abril 2015

As Universidades e Centros de Educação Superior da Companhia de Jesus da Espanha (UNIJES) condenam de forma veemente o massacre perpetrado na Universidade de Garissa, na semana passada, expressam suas condolências e se unem a dor das famílias e da sociedade queniana frente à trágica perda dos 148 jovens universitários assassinados, vítimas de uma violência sectária e absolutamente cruel.

A reportagem é publicada por Religión Digital, 09-04-2015. A tradução é do Cepat.

A organização jesuíta torna sua a voz do Papa Francisco quando afirma se sentir “profundamente apenado pela imensa e trágica perda de vidas humanas, causada pelo recente ataque à Universidade de Garissa”. E “condena este ato de insensata brutalidade e reza pela conversão dos corações daqueles que o perpetraram”, convidando para que se “redobre os esforços com a finalidade de trabalhar com todos os homens e mulheres do Quênia para colocar fim a esta violência e saudar a luz de uma nova era de fraternidade, justiça e paz”.

As universidades são os melhores lugares para buscar com profundidade e rigor a verdade, para contribuir através do saber, da pesquisa e da ciência na melhora da vida humana. A universidade é o âmbito para desenvolver consciências ilustradas, para exercer a liberdade responsável da palavra e o diálogo respeitoso, para promover a justiça e o progresso em nossas sociedades. Nada mais distante deste propósito que a barbárie criminosa que golpeou, na última Quinta-Feira Santa, a Universidade de Garissa em nome do injustificável.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Universidades jesuítas condenam o atentado de Garissa - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV