Chile. “O que o Papa fez hoje é ofensivo e doloroso”. A reação das vítimas de Karadima

Revista ihu on-line

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

Mais Lidos

  • Instrumentum Laboris do Sínodo para a Amazônia, um novo passo de “um 'kairós' para a Igreja e o mundo”

    LER MAIS
  • “O Judiciário foi usado como vingança e impediu que a democracia siga seu curso”, afirma a antropóloga Lilia Schwarcz

    LER MAIS
  • Padre chileno renuncia pouco antes da ordenação episcopal

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

19 Janeiro 2018

En una conferencia de prensa, tres de las víctimas de abusos sexuales por parte del sacerdote Fernando Karadima respondieron al Papa Francisco, quien este jueves y antes de dejar el país, desacreditó las acusaciones de encubrimiento en contra del obispo de Osorno y ex miembro de la comunidad de El Bosque, Juan Barros, calificándolas como "una calumnia".

La información es publicada por La Tercera Y Religión Digital, 18-01-2018.

Juan Carlos Cruz, José Andrés Murillo y James Hamilton leyeron una declaración donde reafirmaron que Barros fue testigo de los abusos y emplazaron al sumo pontífice por sus dichos señalando que "todo esto es de extrema gravedad, y finalmente, revela un rostro desconocido del Papa".

Incluso hicieron referencia a un viaje al Vaticano hecho por Barros en compañía de los obispos Arteaga, Koljatic y Valenzuela, para intentar "blindar al sacerdote Karadima y desacreditarnos a nosotros".

También hicieron referencia a las contradictorias declaraciones del Papa, quien "dice que no hay una sola acusación (contra Barros), siendo que había dicho antes que una corte judicial desacreditó una acusación".

En la misiva, que comenzó con un relato cronológico de los hechos que han marcado la denuncia contra Karadima, además afirman que "lo que ha hecho el Papa hoy es ofensivo y es doloroso. También confirma que aún hay mucho por hacer, y seguiremos en este camino (...) es necesario que las palabras de perdón, vergüenza y dolor del Papa se tranformen en acciones concretas".

Asimismo, sostuvieron que "es inaceptable la actitud del Papa Francisco. Es ofensivo para nosotros y todos quienes han sufrido abusos. No aceptamos amedrentamientos de nadie, por poderoso que sea".

A pesar de todo, los tres exponentes quisieron aclarar que "esto no es una cruzada en contra de la Iglesia Católica. Tenemos una relación cercana con muchos religiosos que se la juegan cotidianamente por la verdad, dentro y fuera de la iglesia".

Vea también

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Chile. “O que o Papa fez hoje é ofensivo e doloroso”. A reação das vítimas de Karadima - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV